ENTRAR NA PLATAFORMA
Doação de Órgãos no Brasil

Funcionando conforme a primeira lei de Newton, a lei da inércia, a qual afirma que um corpo tende a permanecer em seu movimento até que uma força suficiente atue sobre ele mudando de percurso, a  doação de órgãos é um problema que persiste na sociedade brasileira há algum tempo. Com isso, ao invés de funcionar como a força suficiente capaz de mudar o percurso desse problema, da permanência á extinção, a combinação de fatores de infraestrutura inadequada com os preceitos das famílias , acabam por contribuir para a situação atual.


Em primeira análise, a infraestrutura inadequada mostra-se como um dos desafios á resolução do problema. Segundo Hegel, a razão rege o mundo. No entanto, verifica-se uma atuação da irracionalidade na questão da doação de órgãos no Brasil, que se mostra incapaz de receber um órgão em função da precariedade das instalações médicas públicas, uma vez , que deveria ser prioridade quanto a salvar a vida da população . Assim, sem a presença de uma lógica que permita tomar decisões de bom senso, esse problema tem sua intervenção dificultada.


Ademais, a decisão da família encontra terra fértil no silenciamento . Nesse sentido, Habermas traz uma contribuição relevante ao defender que a linguagem é uma verdadeira forma de ação. Desse modo, para que um problema como o da doação de órgãos seja resolvido, faz-se necessário debater sobre, para que as famílias sejam incentivadas a doar os órgãos e a instituir uma conversa para decidir, enquanto ainda vivos, o caminho que o órgão terá. No entanto, percebe-se uma lacuna no que se refere a essa questão, que ainda é muito silenciada . Assim, trazer a pauta esse tema e debatê–lo amplamente aumentaria a chance de atuação nele.


Portanto, indubitavelmente, medidas são necessárias para resolver esse problema. Como solução, é preciso que as escolas, em parceria com a prefeitura, promovam um espaço para rodas de conversa e debates sobre a doação de órgãos  no ambiente escolar. Tais eventos podem ocorrer no período extraclasse, contando com a presença dos professores, familiares e especialistas da saúde . Além disso, deve ser aberto para a comunidade, a fim de que mais pessoas compreendam questões relativas a doação de órgãos  e se tornem cidadãos atuantes na busca de resoluções.                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                 


 

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde