ENTRAR NA PLATAFORMA
Doação de Órgãos no Brasil

Em 1954, o médico Joseph Edward Murray fez o primeiro transplante de órgão vital da história, o que lhe concedeu o Prêmio Nobel de Medicina. Contudo, a sociedade brasileira hodierna diverge da ação praticada por Murray, visto que, segundo dados da Organização Mundial de Saúde, o número de necessitados de uma doação é maior do que o de transportadores. Com efeito, cabe analisar de qual forma a negligência humana e a ineficiência governamental contribuem para o agravamento do revés.


Em primeiro plano, é prudente entender como a sociedade interfere no processo de doação de órgãos. Nesse espectro, do ponto de vista histórico, o líder da Reforma Protestante, Martinho Luthero afirmou que: “Deve-se doar com a alma livre, simples, espontaneamente, por amor.” Entretanto, a ausência de abordagem recorrente sobre o transplante de partes do corpo essenciais para a sobrevivência gera a inércia da população em relação ao entrave, motivada por um aumento do consumismo capitalista, que visa principalmente o lucro e não o conteúdo.


Outrossim, pode-se ressaltar o meio institucional de forma fundamental no desenvolvimento de empecilhos para o transplante de órgãos no país. Nesse sentido, o filósofo Pierre Bourdieu concretizou que aquilo que foi criado para ser instrumento da democracia direta não pode ser convertido em mecanismo de opressão simbólica. Paralelamente, a falta de atuação do Poder Executivo para estimular o crescimento de doadores causa o aumento de pessoas em situação de espera, o que, por sua vez, promove o aceleramento de mortes.


Diante do exposto, torna-se evidente a necessidade de que medidas sejam tomadas para validar o pensamento de Luthero. Portanto, é mister que o o Ministério da Saúde em parceria com as mídias promova a disseminação de campanhas orientadores sobre o transplante de elementos do corpo, evidenciando como o processo ocorre e quais seus benefícios, dessa forma, aumentando o número de dadores. Somente assim, tal iniciativa será decisiva para conscientizar a sociedade em relação à doação de órgãos no Brasil.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde