ENTRAR NA PLATAFORMA
Doação de Órgãos no Brasil

   Promulgada pela ONU(Organização Das Nações Unidas) a Declaração Universal Dos Direitos Humanos em 1948 garante a todos os indivíduos o direito à saúde e ao bem-estar social. Entretanto, a negligência governamental atrelada aos estereótipos impostos pela sociedade impossibilitam que parcela dessa população desfrute de seus direitos universais na íntegra. Nesse sentido, fatores como esses desafiam a prática da doação de órgãos, acarretando, assim na morte de diversas pessoas.
   Deve-se pontuar, de início, que a negligência governamental está entre as causas da problemática. Isto é, a falta de fornecimento de informações do governo para com as familías, pode causar na não decisão na doação de órgãos, acarretando na morte de diversas pessoas. Outrossim, de acordo com Émile Durkheim, a sociedade funciona como um corpo biológico, no qual todas as partes desempenham uma função necessária para que a sociedade funcione de forma coesa. Entretanto, o ato desprezável de omitir informações aos familíares, impossibilitam que o conceito de corpo biológico, imposto pelo sociólogo Émile Durkheim, seja aplicado e respeitado na prática.
   Ademais, além da negligência governamental, os estereótipos impostos pela sociedade também é um fator determinante para o problema. Em resumo, muitas pessoas precisam lidar com julgamentos diários, sobretudo os presos, e por conta de seus crimes passados, são condenados pelo não merecimento de novos órgãos. Como exemplo disso, na série "Vis a Vis", a personagem Sole é vítima de estereótipos, por ser uma detenta, acarretando, assim, na longa espera por um coração. Em suma, os desprezáveis estereótipos impostos pela sociedade viola a Declaração Universal Dos Direitos Humanos, impedindo que parcela da população desfrute de seus direitos universais na íntegra.
   Portanto, medidas são necessárias para resolver o impasse. Para que esses desafios na doação de órgãos sejam minimizados, urge que o Ministério da Educação, seja responsável por ampliar projetos, como "Programa Semente" responsável por formar cidadãos sócio emocionalmente, ao trabalhar conceitos, como tolerância, moral e ética, visando a criação de uma cultura de combate aos desafios, por meio de palestras e diálogos entre alunos, professores e psicólogos para detalhar a importância da doação de órgãos. Dessa forma, parcela da população irá desfrutar de seu direito universal na prática, que é a saúde.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde