ENTRAR NA PLATAFORMA
Doação de Órgãos no Brasil

             Na obra "Utopia" de Thomas More, é retratada uma sociedade perfeita, no qual o corpo social padroniza-se pela ausência de problemas. No entanto, o quese observa na realidade é o oposto, uma vez que a desinformação sobre mortes encefálicas e o processo acerca da doação, contribuem para a persitência desse problema. Diante disso, é fundamental a discussão destes aspectos, visando o pleno funcionamento da sociedade.


       Precipuamente, segundo Thoms Hobbes, o estado é responsável por garantir o bem-estar populacional, entretanto, isso não ocorre no Brassil. Devido, á falta de informação quanto a morte encefálica, onde o cérebro vai a óbito, porém o coração permanece em funcionamento, criando nos familiares uma esperança de que o paciente conseguirá se recuperar, comprovado cientificamente que não. Nesse viés, faz-se irremediável a reformulação dessa postura estatal.


           Ademais, campanhas ineficientes e de limitado alcance, ressaltam os baixos índices de doações. De acordo com Steve Jobs, a tecnologia move o mundo. Partindo desse pressuposto, um planeta extremamente conectado deveria ser de extrema facilidade a divulgação de informações e o conhecimento acerca de diversos assuntos, como a doação de orgãos por exemplo. Tudo isso, retarda a resolução do empecilho, contribuindo para a perpetuação deste fato.


             Urge, portanto, que medidas sejam tomadas para conter o avanço desta problemática. Nesse ínterim, o Tribunal de Contas da União deve direcionar capital que, por intermédio do Ministério da Saúde e o de Ciência, será revertido em maior divulgação sobre a importância da doação e em que consiste a morte encefálica. Desse modo, em médio a longo prazo, esses problemas serão sanados, e a coletividade alcançará a Utopia de More.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde