ENTRAR NA PLATAFORMA
Doação de Órgãos no Brasil

 No Brasil, cerca de 40 mil pessoas aguardam na fila por uma doação de órgãos, de acordo com a ABTO. Tamanha espera acontece, em parte, pela negação familiar, ocasionada por motivos afetivos, religiosos ou pela falta de conhecimento sobre a morte encefálica. Não restam dúvidas que se vive uma crise em relação à doação de órgãos na sociedade brasileira, uma vez que tal assunto ainda é tratado como tabu, sendo pouco abordado tanto em campanhas governamentais quanto em outros âmbitos sociais.
 Primeiramente, vale ressaltar que parte muito pequena das mortes encefálicas são convertidas em doação de órgãos. Para ilustrar, de acordo com a ABTO, apenas 1.800 doações das 6 mil possíveis em 2012 foram autorizadas pelas famílias das pessoas com falecimento cerebral. Portanto, nota-se grande desconhecimento por parte da população diante do assunto, visto que parentes de indivíduos com morte encefálica acabam negando a doação, por acreditarem na possibilidade de reversão do quadro em que o paciente se encontra.
 Embora pouco discutida, a doação de órgãos no Brasil está aumentando durante os anos. Uma pesquisa realizada em 2019 pelo Ministério da Saúde, indica um crescimento de 2,4% na taxa de doadores efetivos em relação a 2018, contudo ainda é pouco se comparado a fila de espera. Pela deficiência de debates e campanhas do governo, as famílias, sensibilizadas pela perca de um ente querido são surpreendidas pela decisão de doar os órgãos, sendo assim a negando.
 Logo, é notória que a desinformação e a falta de discussão sobre o assunto é um grande obstáculo para a resolução do problema. Dessa forma cabe ao Ministério da Saúde em conjunto a ONG's desenvolver campanhas, a fim de informar e quebrar o tabu relacionado a doação de órgãos. Tal ação torna-se necessária, para que as pessoas tomem uma decisão mais consciente, colaborando para uma diminuição na fila de espera para o transplante de órgãos no Brasil.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde