ENTRAR NA PLATAFORMA
Doação de Órgãos no Brasil

Segundo a ABTO (Associação Brasileira de Transplantes de Órgãos), o número de doadores efetivos é insuficiente. Os principais motivos para isso são a falta de conhecimento acerca do assunto, e o pouquíssimo debate sobre o tema em escolas e no núcleo familiar. Este, sendo o pior, pois, cabe a família autorizar da doação após a morte encefálica.


Antes de tudo, o grade motivo para o aumento da fila de espera por órgãos no Brasil, é a má gestão e falta de investimentos no SUS (Sistema Único de Saúde), haja vista que, segundo a ABTO, 71% dos órgãos passíveis de transplantes são descartados por falta cuidados. Em virtude de más instalações e precarização do transporte, muitos órgãos acabam sendo inviabilizados à doação, pois, é necessário que se cumpra requisitos como, por exemplo, o tempo máximo que o órgão pode ficar fora do corpo, para que seja possível transplanta-lo. Nesse contexto, a falta de investimentos no SUS gera o aumento da fila de espera e, por conseguinte, mortes pela falta do transplante.


Ademais, outro fator que vem agravando o problema é a falta de informações sobre a doação de órgãos. Em razão da decisão final caber aos familiares do doador e, na maioria dos casos, não entenderem o conceito de morte encefálica – requisito para a doação – acabam acreditando que o parente ainda está vivo. Sendo assim, a falta de debates relacionados ao assunto – principalmente dentro do núcleo familiar -, e a desinformação sobre o requisito, vêm causando um enorme prejuízo em relação a quantidade de vidas que poderiam ser salvas.


Logo, devido a esta falta de conhecimento e debates acerca do assunto, cabe ao Ministério da Educação, por meio da LDB (Lei de Diretrizes Educacionais), adicionar ao currículo dos jovens debates e informações científicas sobre o assunto. Além disso, o Ministério da Saúde e Secretarias de cada cidade devem criar locais capazes de permitir a coleta e transporte de órgãos para transplante. Assim, com o tema dentro de casa é mais fácil de convencer os familiares a doar e a salvar dezenas de vidas.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde