ENTRAR NA PLATAFORMA
Doação de Órgãos no Brasil

  Na segunda fase da revolução industrial desenvolvesse os avanços tecnológicos em que, resultaram nas melhoras dos ramos do campo de trabalho, educação e saúde. Em meados do séc. XIX deu início a primeira cirurgia de transplante com o pulmão. Devido aos recursos tecnológicos se encontrar em fase de desenvolvimento, realizar esses tipos cirurgias era de certa forma um desafio. No Brasil, em nossos tempos contemporâneos, a maior dificuldade é achar doadores de órgãos para pacientes que necessitam de um transplante de órgãos. 


    Segundo a ABTO; o número de doadores no Brasil subiu de 13,1 milhão de habitantes para 14 milhão de habitantes no segundo trimestre de 2016. Contanto, esse tipo de crescimento deveria ser constante. Pois, assim não seríamos acostumados a ver o cenário em que se encontra muitos pessoas esperando em filas com suas chances de sair dali com vida reduzida a 10%.


    Esse tipo de cenário remete ao do “estado de natureza” feito pelo filósofo contratualista Thomas Hobbes ao qual, defende a tese em que a liberdade precisa ser limitada para que podemos viver em tempos de paz;  sua ideia de estado de natureza traz consigo o pensamento de que o ser humano nessa situação se volte a ser ao seu estado primitivo assim, não se importando com as condições em que seus companheiros de convivência estão.


     Portanto, medidas são necessárias para combater esse impasse: o ministério da saúde (MS) mais os familiares de pacientes devem reforçar  a população qual é a importância da doação de órgão para quem necessita de um. Sendo feito através das mídias aproveitando os recursos das redes sociais e a das campanhas publicitárias mostrando as pessoas que, essa prática é uma das melhores formas de ajudar quem realmente precisa de ajuda. Colocando o estado de natureza em status obsoleto perante a liberdade que possuímos de opinar pela vida dos nossos próximos.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde