ENTRAR NA PLATAFORMA
Doação de Órgãos no Brasil

 Vive-se, no Brasil, uma situção crítica com relação à doação de orgãos, visto que, segundo o jornal O Globo, em 50% dos casos ás famílias não autorizam a doação, em parte, porque tais desconhecem os processos e conceitos, como a morte encefálica, duvidando inclusive da segurança.Álem disso, trata-se de uma pauta pouco explorada tanto em campanhas governamentais quanto em esferas como a escolar. 


Em primeiro lugar, de acordo com o sociológo Durkhein, a solidariedade social é fruto da consciência coletiva. Seguindo esse vies é possível assimilar sua teoria com o fato de que embora a ABTO(Associação brasileira de Transplante de Orgãos) tenha registrado um aumento das doações de orgãos nos anos de 2012 e 2013, ainda há milares de brasileiros aguardando por transplante, visto que boa parte da população não possui conhecimento sobre a importância e de como é realizado o processo.


Outrossim, um fato atrelado a desinformação, é a religião e as crenças vinculadas em um possível milagre.Mediante a isso, entende-se que, muitas famílias deixam de realizar as doações porque ainda fomentam uma esperança de melhora da vítima, uma vez que, há uma desinformação sobre conceitos básios.Exemplo disso verifica-se em casos de morte encefálica, em que ocorre uma parada definitiva e irriversível do cérebro e do tronco cerebral, o que provoca em poucos minutos a falência de todo o organismo.


Portanto, faz-se necessário que o Governo por meio do Ministério da Educação, junto com a ação da mídia, criem campanhas nas escolas e nos meios de comunicação em massa, como televisão e intenet, provomovendo um maior detalhamento sobre assunto, esclarendo os conceitos básicos e os métodos de realização dos transplantes. A fim de que os indivíduos possam a partir dessas informações compreender os procedimentos e se concientizarem sobre a importância da doação de orgãos e o bem gerado ao próximo, sendo assim concretizada a ideia de Durkhein cuja solidariedade é fomentada pela consciência de cada ato.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde