ENTRAR NA PLATAFORMA
Doação de Órgãos no Brasil

                                       Seleção de informações da modernidade líquida


         Segundo o pensador Zymunt Bauman em seu texto Modernidade Liquida, ele faz uma metáfora do Líquido relacionando como as ideias e as relações em nossa sociedade se transformam com muita rapidez. Dessa forma cada vez mais os indivíduos pensam apenas no presente e mesmo com todo o auxílio da tecnologia temas muito importantes como a doação de órgãos acabam não sendo tratados conforme a sua necessidade. O Brasil vive essa crise em relação a doação de órgãos como mostrou o jornal O Globo onde retrata que as famílias não autorizam doações em cerca de 50% dos casos. Isso acontece porque muitos familiares ainda desconhecem bastante sobre como ocorre o  procedimento.


           A realidade do imediatismo tem escondido bastante a questão da doação de órgãos, pois além de achar que nunca vai acontecer com o próprio individuo ou alguém próximo a ele, essa sociedade líquida como já dizia o pensador Bauman tem se mostrado cada vez mais individualista. Atrelado a isso as mídias sociais e publicitárias acabam não focando em divulgar informações sobre como ocorre o procedimento, as regras, e principalmente a importância de ser um doador de órgãos. Dessa forma uma boa parcela da população muita das vezes acaba não tendo conhecimento e não sabe a importância dessa atitude.


          Essa realidade de fluidez e rapidez tem atingido muito a abordagem médica que em muitos casos tem se tornado bastante impaciente, onde muita das vezes o médico não entende e não respeita a falta de informação das famílias ou até mesmo o estado emocional dos mesmos, diante da situação corrida por motivos de ter  pouco tempo para realizar a retirar dos órgãos para que não ocorre a inatividade dos mesmos.


          Diante dos fatos relatados acima, é notório que a doação de órgãos precisa ser tratado com muito mais clareza, mas para isso é muito importante a ajuda principalmente das mídias sociais atrelado as instituições de ensino onde sejam esclarecidos em programas de televisão com palestras que demonstrem a real necessidade e importância dessa ação, explicando os procedimentos a serem compridos, o procedimento em si, sendo de suma importância explicar sobre a morte encefálica . Além disso o Ministério da saúde pode promover campanhas publicitárias em locais públicos como metrô, dando uma maior visibilidade para que a população tenha conhecimento e interesse de pesquisar além. Dessa forma a modernidade líquida vai usar seus recursos de uma forma bem mais eficiente.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde