ENTRAR NA PLATAFORMA
Doação de Órgãos no Brasil

                                                                      O fruto da falta de conhecimento


 Em 1954, o médico estadunidense Joseph Murray realizou o primeiro transplante de órgão vital, fato que lhe rendeu o Prêmio Nobel da Paz de Medicina, em 1990. Entretanto, mesmo diante dessa revolução das ciências médicas, o número de doadores no Brasil ainda é pouco expressivo. Por esse motivo, as filas de indivíduos em busca de um transplante aumentam cada vez mais. Logo, os entraves acerca desse contexto denotam da falta de conhecimento da sociedade sobre o procedimento de doação e da precariedade estrutural do sistema de saúde.


 Precipuamente, é fulcral pontuar que, a falta de informação exerce um papel fundamental na para o baixo número efetivo de doadores e o aumento das filas de espera. Esse cenário de desconhecimento sobre a importância desse ato é observado através de dados da Associação Brasileira de Transplante de Órgãos (ABTO), onde é exposto que o principal entrave é a família, pois 47% dos familiares se recusam a autorizar essa ação. Isso ocorre pois, os indivíduos não esclarecimento sobre o tema e, quando precisam tomar a decisão rápida em um momento delicado acabam por optarem por não doarem. Ou seja, é evidente a fundamentalidade de esclarecer para a sociedade a importância dessa doação, pois, seus familiares que sofreram de morte encefálica podem contribuir para salvar outras vidas. Todavia, como faltam explicações sobre o procedimento que será realizado as pessoas não compreendem a vitalidade do processo de doação. Como resultado, as filas de espera por um transplante aumentam e muitas vidas são perdidas durante esse tempo. Também, faz-se necessário a manifestação da vontade de ser doador em vida, pois, contribui para que os parentes não precisem enfrentar a necessidade de tomarem decisões rápidas em momentos difíceis. Segundo o sociólogo Emile Durkheim, a solidariedade é fruto da consciência coletiva. Nesse viés, a participação da sociedade é de suma importância para que o número de doadores se torne maior.


 Ademais, é imperativo ressaltar a questão da estrutura do sistema de saúde pública brasileiro como um problema a ser resolvido. Diante disso, na série norte-americana "Greys Anatomy" são retratados diversos processos de transplantes e a necessidade de uma estrutura moderna e rápida para que o órgão a ser transplantado seja levado até a pessoa que irá recebe-lo. Embora seja uma obra ficcional o cenário traz para a realidade a importância de hospitais bem estruturados e de transportes rápidos. Nesse sentido, o subfinanciamento da saúde no Brasil, onde apenas 3,6% do orçamento do Governo Federal é destinado para à área, segundo dados da OMS (Organização Mundial de Saúde), faz com que o Brasil não consiga realizar uma distribuição igualitária de equipes especializadas em todas as regiões do país. Além disso, o processo de transportar esses órgãos deve ser realizado de forma rápida o que torna necessário a existência de transporte aéreo que seja capaz de realizar esse percurso em um curto espaço de tempo. No entanto, esse tipo de locomoção é caro e precisa de um maior investimento na área da saúde.


 Portanto, faz-se mister a reformulação da postura estatal vigente. Dessarte, com o intuito de aumentar a disseminação de informação sobre os procedimentos de doação de órgãos, necessita-se, urgentemente, que o Ministério da Saúde, por meio de verbas governamentais, aliado a veículos de comunicação, como canais de televisão e sites da internet, promova a criação de campanhas publicitárias que alertem a população acerca da doação de órgãos e expliquem, com a participação de médicos especialistas, como é realizado o procedimento e sua fundamentalidade no processo de salvamento de vidas. Somente dessa maneira, os indivíduos poderão visualizar relevância do tema e as consequências positivas dessa ação. Desse modo, será possível desenvolver uma consciência coletiva que promova a solidariedade como proposto por Durkheim.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde