ENTRAR NA PLATAFORMA
Doação de Órgãos no Brasil

 Desde o Iluminismo entende-se que, uma sociedade só progride quando um se mobiliza com o problema do outro. Entretanto, no que tange a doação de órgãos no Brasil, hordienamente, tal ideal iluminista ocorre na teoria e não desejavelmente na prática. Logo, torna-se fundamental elencar não só a negligência do poder público, mas também,  o individualismo como pilares de tal situação.


 Convém ressaltar, inicialmente, que mesmo com a existência de campanhas para a doação de órgãos, o número de doadores está em decadência. Como prova disso, segundo a revista eletrônica El País Brasil, do ano de 2009 até o ano de 2017, o número de pessoas doadoras diminuiu drasticamente. Isso se deve, primordialmente, pela falta de divulgação da real importância e dos benefícios que a doação pode ocasionar. Ao analisar a questão, segundo o filósofo Platão, não basta viver, é necessário que se viva bem. Logo, atitudes são essenciais para que o tecido social que carece de alguma doação possa viver bem.


 Atrelado à negligência do poder público, o individualismo social é um grande contribuidor para tal imbróglio. Sob âmbito social, segundo  o filósofo Montesquieu, o ser individual é o principal alicerce para a desordem social. De maneira análoga, a falta de preocupação e interesse pela vida do outro gera, de forma alarmante, danos a estrutura social, haja vista que, essa estrutura é necessária para que a sociedade se mantenha em equilíbrio. Assim, evidencia-se a necessidade de mitigar o individualismo para que não prejudique aqueles que precisam de algum tipo de doação.


 Depreende-se, portanto, que a negligência do poder público e o individualismo social são desafios a serem superados. Mediante o elencado, a Mídia televisiva, juntamente com o Ministério da Saúde, devem elaborar debates elucidativos, a fim de que a sociedade entenda a real importância de doar órgãos. Assim, a sociedade irá evoluir a ponto de alcançar o ideal iluminista. 

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde