ENTRAR NA PLATAFORMA
Doação de Órgãos no Brasil

No filme 7 vidas o ator principal interpretado pelo ator Will Smith morre durante a trama e doa seus órgãos salvando sete vidas, fora da ficção a doação de órgãos se faz ineficiente logo, pode-se perceber que a desinformação da sociedade assim como o descaso do Estado contribuem para a problemática em questão.
Em primeiro plano, vale ressaltar o primeiro transplante de rins realizado pelo médico Joseph Murray em 1954, que lhe garantiu o nobel de medicina em 1990 e contribuiu para o avanço da doação de órgãos . No entanto, no Brasil alguns conceitos que são desconhecidos pelas pessoas, como a questão da morte encefálica, motivados pelas emoções os familiares se negam a doar por  terem a esperança de que o parente ainda permaneça vivo.
Em segundo plano, o Estado não fornece meios para conversar a sociedade sobre a doação de órgãos e a importância de salvar vidas. Ademais a burocracia no processo do diagnóstico da morte e o protocolo demorado corrobora no baixo número de doadores. Segundo a ABTO a taxa de recusa de doação de órgãos por parentes é de 43 %.
Portanto, faz-se necessário que o ministério da saúde em parceria com a mídia promover campanhas educativas sobre a importância de salvar vidas sendo doador e informações sobre a morte encefálica com intuito de convencer a população. Por fim, o ministério da educação deve fornecer cartilhas e além disso, colocar o debate da doação de órgãos como obrigatório na grade curricular a fim de fomentar o debate na sociedade.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde