ENTRAR NA PLATAFORMA
Doação de Órgãos no Brasil

   A Magma Carta Brasileira de 1988, garante o direito à vida, à igualdade e à vida. Todavia, na prática não ocorre assim,  diversas pessoas lutam pela vida numa fila para doação de órgãos. Nesse contexto, no Brasil a quantidade de doadores é menor que a demanda de pessoas que precisam, ocasionado muitas vezes por justificativas familiares e pouca vizibilidade de conscientização social.  


   Em primeiro lugar, a falta de autorização da família para o transplante é justificada por diversos fatores. Segundo a Associação Brasileira de Transplantes de Órgãos (ABTO), cerca de 47% das famílias se recusam a doar órgão de parente com morte cerebral. Pois muitos não sabem que pessoas falecidas com morte cerebral podem doar e também movidos pelo apego ao parente morto, não se sentem dispostos a doar. Outras justificativas como religiosidade, possibilidade de voltar à vida após a morte e ou o órgão ser retirado antes do tempo, demonstram o impedimento dos familiares para conscentir com a doação.


   Outrossim, é que poucas pessoas tem conhecimento sobre o processo de doação. A princípio todas pessoas que tenham tido morte encefálica podem doar, embora o cérebro pare o coração ainda bate, poucas entendem isso. Além disso, o decorrer da doação não é feito de modo incoerente, existe uma conversa com familiares, entrevista com médicos até a retirada. Ainda há um controle, procedimento feito de forma fiscalizada e coerente para com o doador. Assim, a conscientização para a doação ainda é pouca mesmo com todos esses fatores que possibilitam a didática do processo. 


  Faz - se necessário, portanto, que tenha uma vizibilidade social maior sobre a temática. Cabe ao Ministério da Saúde  fazer campanhas de conscientização em escolas com agentes de saúde, através de palestras com pais e familiares falando sobre o processo de doação, a fim de informar para que assim haja mais vizibilidade. E também, a mídia investir com propagandas que mostrem depoimentos de pessoas que receberam doações e são agradecidas por isso , dessa forma terá um número maior de conhecimento social. Só assim, poderá um dia ser possível zerar o número de pessoas na fila de espera por uma doação de órgãos no Brasil.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde