ENTRAR NA PLATAFORMA
Doação de Órgãos no Brasil

Promulgado pela ONU em 1948, a Declaração Universal dos Direitos humanos garante a todos os indivíduos o direito à saúde e ao bem-estar social. Conquanto, a escassez da doação de órgãos no Brasil impossibilita que essa parte da população desfrute desse direito universal na prática. Nessa perspectiva, esses desafios devem ser superados de imediato para que uma sociedade integrada seja alcançada.



 É indubitável que a questão constitucional e a sua aplicação estejam entre as causas do problema. Segundo o filósofo grego Aristóteles, a política deve ser utilizada de modo que, por meio da justiça, o equilíbrio seja alcançado na sociedade. De maneira análoga, é possível perceber que, o número de doadores de órgãos subiu de 13,1 por milhão de habitantes para 14 por milhão no segundo semestre de 2016, segundo a (ABTO) Associação Brasileira de transplate de órgãos.Ainda assim, a apuração de doadores factual ficou inferiormente do esperado para o período, longíquo do considerado ideal.



 Outrossim, destacam-se a falta de conhecimento sobre o assunto e o seio familiar na contestação da perda do ente querido como impulsionadores do problema. De acordo com Durkheim, o fato social é uma maneira coletiva de agir e de pensar, dotado de exterioridade,coercitividade e generalidade. Seguindo essa linha de pensamento, observa-se a carência de empatia com o próximo e careza de informações sobre esse tópico que e a contribuição de órgãos. Obtendo assim, o aumento na fila de espera dos pacientes aguardando um órgão.



  Assim, medidas exequíveis são necessárias para conter o avanço da problemática na sociedade brasileira.Dessarte, com intuito de mitigar a falta de doações de órgãos, necessita-se, urgentemente, que o Tribunal de Contas da União direcione capital que, por intermédio da gestão governamental, oferecer melhorias em hospitais como por exemplo; contratar psicólogos para as famílias de quem vai receber ou de quem vai doar, assistência social e assistência domiciliar,fazendo com que seja capaz de combater a grande demanda, diminuindo a fila de espera, e acima de tudo respeitando os direitos de cada ser humano. Desse modo, atenuar-se-á, em médio e longo prazo, o impacto possível desse desacerto de órgãos contribuindo de forma preventiva a fim de que o tecido social se desprenda de certos tabus, para que não viva a realidade das sombras, assim como na alegoria da caverna de platão.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde