ENTRAR NA PLATAFORMA
Doação de Órgãos no Brasil

Na obra "utopia", do escritor inglês Thomas Mpre, é retratada uma sociedade perfeita, na qual o corpo social padroniza-se pela ausência de conflitos e problemas. Entretanto, o que se observa na realidade contemporânea é o oposto do que o autor prega, uma vez que a doação de órgãos no Brasil apresenta barreiras, as quais dificultam a concretização dos planos de More. Dessa forma, é necessário que medidas sejam tomadas para resolver a questão, que é motivada não só pela falta de informação da população, mas também pela falha na estrutura do sistema de transplantação de órgãos.


Em primeiro instante, convém ressaltar que a desinformação dos brasileiros é uma das principais consequências para o baixo índice de doação de órgãos. De acordo com a associação brasileira de transplante de órgãos, em 2018, 32716 pessoas estavam na lista de espera para receber órgãos, e que 1286 destes, morreram aguardando a chegada de um novo órgão. Logo, pode-se atribuir que, uma parcela significativa do país não tem conhecimento do quão importante para a vida de outros, é o transplante de órgãos, deixando assim de se tornarem doador ou negando a doação dos órgãos de seus familiares, muitas vezes por questões religiosas ou por acreditarem que o órgão será ilegalmente comercializado.


Faz-se mister, ainda, ressaltar a ineficiência do sistema de transplantação, um impulsinador para o insuficiente número de doação de órgãos. Segundo o pensador  Thomas Hobbes, o estado é responsável por garantir o bem-estar da população, entretanto, isso não ocorre no Brasil. Devido a falta de investimento das autoridades na infraestrutura dos locais onde se encontra os doadores, geralmente em hospitais públicos, e também no transporte, já que é  um procedimento bastante delicado, no qual, se não  for feito dá maneira correta e nas condições necessárias,  corre  um grande risco da perda do órgão.


Portanto, atitudes são necessárias para resolução do problema. Assim, o governo, junto ao ministério da saúde deve informar o país da importância da doação de órgãos, por meio de anúncios na televisão, dando maior visibilidade ao tema, palestras esclarecendo é tirando dúvida de como os procedimentos são realizados. Além de maiores investimentos na rede pública de saúde. Espera se com isso, que a quantidade de doadores aumente, suprindo a necessidade de todos, e que a realidade chegue cada vez mais perto da sociedade perfeita relatada na obra de More.


 

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde