ENTRAR NA PLATAFORMA
Doação de Órgãos no Brasil

             A Constituição Federal de 1988 prevê, em um de seus artigos, que todos têm direito à saúde pública de qualidade. Entretanto, tal prerrogativa legal não se reverbera na prática, visto que a doação de órgãos no Brasil enfrenta obstáculos, e, isso acontece pela infraestrutura precária do sistema público de saúde e pela falta de conhecimento da população acerca desse assunto. Nesse sentido, é necessário que subterfúgios sejam encontrados a fim de resolver tal inercial problemática.


 


             Primeiramente, vale ressaltar que os hospitais públicos não têm condições estruturais para a realização do procedimento de doação de órgãos. Devido a essa carência, a realização dos procedimentos de retirada, conservação e transplantação dos órgãos torna-se difícil, pois é necessário, que unidades de saúde pública hajam equipamentos e estrutura básica do local para que tais procedimentos sejam concluídos com sucesso. Com isso, a falta desses recursos influencia para o aumento da falência dos órgãos durante os processos das cirurgias.


 


            Outrossim, outro fator que contribui para que haja obstáculos acerca da doação é a falta de conhecimento da população sobre esse assunto. Segundo o presidente da Associação Brasileira de Transplante de órgãos (ABTO), Roberto Ceratti Manfro, o índice de doação de órgãos seria maior se as pessoas tivessem conhecimento sobre a realização dos procedimentos. Sob tal ótica, o Governo não oferece uma pauta específica explicativa e esclarecedora sobre esse tema, e, isso leva as famílias que perdem os seus entes a negar doar os órgãos do falecido devido à falta de conhecimento.


 


           Portanto, o Ministério da Saúde, órgão governamental responsável por promover condições para a recuperação da saúde da população, deve fornecer circunstâncias necessárias para a realização dos procedimentos, por meio da compra de equipamentos e reforma na infraestrutura dos hospitais, como salas e centros cirúrgicos, com o uso do dinheiro arrecadado por impostos, para assim, as unidades de saúde se tornarem aptas a realizar as doações com sucesso. Ademais, o Governo, responsável por coibir crimes, deve fazer campanhas para explicar a população acerca do significado da prática e realização da doação de órgãos, por meios de comerciais de TV, a fim de tornar esse assunto acessível a todos. Assim, o artigo da Carta Magna se tornará coerente e o Brasil deixará de apresentar obstáculos acerca desse assunto.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde