ENTRAR NA PLATAFORMA
Doação de Órgãos no Brasil

       Na série Greys Anatomy, produzida pela ABC aborda uma eminente falta de informação sobre a questão de doação de órgãos. Atualmente no Brasil, esta ausência de conhecimento está causando fortes consequências de garantir aos pacientes beneficiamento em relação ao auxílio, visto que o Estado não está oferecendo à devida atenção para que o impasse seja solucionado e uma sociedade integrada seja alcançada. 


      Hodiernamente, grande parte da população não tem conhecimento da maneira de como é trabalhado a doação de órgãos, desta forma conclui culminando em impactos imediatos - mortes desnecessárias por falta de doações - que na maioria das vezes pode ser evitado. Vale realçar a presença de religião que é apontado como obstáculo para não realizar ações que irá beneficiar o próximo. Visto que, torna-se contraditório o ato de egoísmo - localizado na doutrina - proposto ao ser humano. 


     Faz-se mister, ainda, salientar a escassez de informação como impulsionador do problema. Em um dos episódios da série, Denny Duquette encontra-se numa condição a receber um transplante de coração, todavia como o descaso fortemente presente, o indivíduo estava piorando e quase não recebe a doação. Na maioria das vezes, no Brasil, o receptor nem sequer ver tal órgão desejado. De fato, diante dessa atitude pode ser solucionada ao conceito de Nelson Mandela:"A Educação é a arma mais poderosa que pode usar para mudar o mundo." Um exemplo disso é instruir a todos -crianças, adolescentes, adultos, idosos- para que fiquem cientes a terem responsabilidades em relação a ajudar outras pessoas. 


      Destarte, é necessário que o Ministério da Saúde em parceria com o Ministério da Educação proporcione palestras educativas de modo que os alunos tenham consciência desde o início e que possam compartilhar esta atitude com os pais a quaisquer decisões sobre seus órgãos seja qual for a situação a fim de que todos sejam beneficiados e o impasse seja superado. Ademais, o Estado deve divulgar propagandas institucionais ratificando a importância da necessidade acerca de seus órgãos, com a divulgação nas redes sociais, para que esse assunto deixe de ser um tabú e passe a ter disponibilização a serem discutidos concluindo-se a uma sociedade integrada. 

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde