ENTRAR NA PLATAFORMA
Doação de Órgãos no Brasil

  A partir da Segunda Guerra Mundial,entre os anos de 1939 a 1945,o mundo passou por grandes avanços,principalmente na área da saúde.Neste contexto,a medicina realizava cirurgias e tratamentos,antes desconhecidos e impraticáveis.Hodiernamente,visualizando a temática no cenário brasileiro,a doação de órgãos enfrenta dilemas,ora por falta de informações ora falta de incentivos.Dessa forma,é crucial discorrer a respeito das causas dessa problemática e seus reflexos na sociedade.
  É importante ressaltar que,a fisiologia humana compreende uma série de sistemas que atuam em conjunto,sendo necessário para um funcionamento vital.A Revolta da Vacina em 1904,demonstrou a falta de informações sobre a necessidade da vacina para uma prevenção.Análogo a isso,a falta de conhecimento para a doação de órgãos,colabora para um saturação da fila de esperas,alem de conclusões de conhecimento dedutivo.Alem disso,o questionamento sobre o destino e a manipulação do corpo agregam para uma negação.Logo,a sociedade necessita de estímulos para ser doadora,para a quebra de paradigmas desde o Brasil Imperial.
  É essencial nortear que,como consequência da falta de impulso para doar,o tempo de esperar pelos pacientes é maior e muitas das vezes fatal.Segundo o Jornal o Globo,93% dos procedimentos são realizados pelos Sistema Único de Saúde,apesar de níveis de perspectiva no aumento de doadores,o sistema encontra-se deturpado,pela falta de verba e por filas enormes para receber um órgão,Sendo assim,é acentuado que a saúde depende de interferências do Estado para que haja um funcionamento pleno dessas instituições públicas e privadas,afim de aumentar o números de pessoas solidárias.                                                                                                                       Portando,fica envidente que medidas para solucionar o impasse devem ser tomadas,Para isso,é imprescindível que o Ministério da Educação,invista na realização de projetos pedagógicos,com enfoque no tema saúde,por meio de palestras e debates acadêmicos incentivadores,ministramos por profissionais especializados como médicos,afim de transmitir a população estudantil a importância em serem solidários para assim obter maiores pacientes em tratamentos.Ademais,é importante que a mídia televisionada,realizem propagandas motivadoras e apresentar dados estatísticos,em finais de semana,com intuito de aumentar o públicos doador,para que haja uma sociedade integrada.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde