ENTRAR NA PLATAFORMA
Doação de Órgãos no Brasil

No famoso seriado médico Grey’s Anatomy, a doutora Beily, cirurgiã geral encontra sérias dificuldades para realização do transplante de seis rins, visto que a profissional, junto ao corpo médico, necessita correr contra o tempo, enfrentando problemas infraestruturas e aguardar à provação familiar. Fora da ficção, é fato que a realidade apresentada pode ser relacionada ao mundo contemporâneo com obstáculos de infraestrutura e a decisão familiar para doação de órgãos. Desse modo, é indubitável que o brasil tenha que conviver com a espera de órgãos nos hospitais.


Em primeiro lugar, vale destacar que, a doação de órgãos é realizada em hospitais grandes e que a maioria desses hospitais não tem uma estrutura adequada para realização do procedimento. De acordo com o jornal da usp, em 2016, o brasil registrou o maior número de doadores efetivos da história, com 2.983 doadores. Desse modo, o aumento de transplante cresce, porém, a falta de informação e infraestrutura dificulta que esse número aumente mais, já que o governo não investe em palestras e campanhas para chamar a atenção da população. Assim sendo, a falta de infraestrutura dos hospitais que realizam o transplante traz adversidades as famílias.


Além disso, há outro problema que dificulta a doação de órgãos; a família por muitas vezes interfere diretamente no procedimento da doação. De acordo com a (ABTO) associação brasileira de transplante de órgãos, cerca de 47% das famílias se recusam a doar órgãos de parentes com morte cerebral. Dessa forma, por ausência de conhecimento a família, opina por não doar os órgãos do ente querido para ajudar outras pessoas que se se encontram na lista de espera, já sem esperança de aparecer algum órgão compatível. Assim, a escassez de doadores de órgãos no brasil torna-se um problema social.


Portanto, medidas são necessárias para combater o impasse. O governo federal juntamente com os governos municipais deve fazer campanhas em escolas de todo país com o tema: Porquê doar órgãos? Com o intuito de chamar a atenção das famílias para incentivar a doação de órgãos e fazer contratações e capacitações de profissionais da área para atuarem em uma infraestrutura de qualidade reformada pelo governo. Ademais, seria interessante que a mídia, o quarto poder, por meio de novelas e campanhas colocasse em tona a importância da doação de órgãos. Somente assim, será possível combater a falta de informação sobre a doação de órgãos, não tendo dificuldade de transplante como a doutora Beily teve no hospital.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde