ENTRAR NA PLATAFORMA
Doação de Órgãos no Brasil

          Na mitologia grega, o leão de Neméia, após a morte, teve sua pele retirada por Hércules, a fim de ajudar o guerreiro em suas próximas batalhas. Analogamente, a doação de órgãos possui como objetivo auxiliar e, na maioria das vezes, salvar a vida de diversas pessoas. No entanto, no Brasil hodierno, essa prática ocorre em quantidades insuficientes. Esse problema, cuja causa relaciona-se à falta de atenção do Estado à questão, gera consequências negativas para a sociedade.  


       Em primeiro lugar, vale apontar a desatenção governamental como a principal causa dessa problemática. Nesse contexto, segundo o filósofo Thomas Hobbes, o Estado é responsável por garantir o bem-estar da população, entretanto, isso não ocorre no Brasil. Sendo assim, os hospitais, por consequência da falta de investimentos, possuem uma infraestrutura inadequada para a retirada e conservação de órgãos que seriam inseridos em outra pessoa. Desse modo, a operação, na maioria das vezes, é malsucedida e o órgão, descartado. 


           Por conseguinte, como reflexo desse quadro, é gerada uma quantidade demasiada de pessoas na lista de espera. Tal máxima, abre espaço para a proliferação de mercados ilegais que, por meio de assassinatos, obtém e, posteriormente, vendem os órgãos para pessoas necessitadas, visto que os mesmos são a única opção dos indivíduos que não obtém sucesso na espera por uma doação. Portanto, por ser inversamente proporcional à infraestrutura dos hospitais, esse comércio cresce cada vez mais.  


         Diante do exposto, é mister que o Estado tome providências para amenizar o quadro atual. Urge, portanto, que o Ministério da Saúde, por meio verbas, promova investimentos no sistema hospitalar, a fim de reestruturá-lo e proporcionar, assim, um ambiente adequado para que seja realizado a doação de órgãos, o que irá diminuir a lista de espera e, posteriormente, contribuir para o enfraquecimento desse mercado ilegal que foi disseminado ao longo dos anos. 

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde