O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Discurso de ódio e liberdade de expressão

Sombras que camuflam a sabedoria
Em um mundo globalizado e tecnológico, as vertentes humanísticas, nas escolas, são cada vez mais negligenciadas. Por outro lado, a mídia, formadora de opinião, surge como as sombras da caverna de Platão. Desse modo, o discurso de ódio, dirigido a terceiros, se manifesta pela ignorância à diversidade cultural existente e tem como base a alienação do cidadão, facilmente influenciado.
No Brasil, fala-se da estação de rádio ''Voz do Brasil'', criada por Getúlio Vargas, como propagadora da política de pão e circo. Atualmente, entretanto, temos diversas formas de receber influência externa, o que Durkheim vai chamar de Fato Social. Para ele, a coercitividade das instituições às quais somos expostos, molda nossa conduta em sociedade. Tais instituições se refletem na Igreja, Escola, dentre outras.
Junto a isso, a negligência e a falta de investimentos às matérias de base social, como história, filosofia e sociologia, torna o cidadão menos seletivo às informações que recebe. Ter ciência da condição vivida pela Alemanha, na Segunda Guerra Mundial, e das consequências que tal conduta totalitária acarretou, torna o indivíduo proativo, crítico e seletivo. Portanto, as pessoas que ignoram as ciências humanas,de certo ficam a mercê da influência de terceiros.
Dessa feita, faz-se necessário o combate ao discurso de ódio e à falta de criticidade. A família deve aparecer como patrocinadora da educação histórica-cultural do cidadão pré-formado. Fazendo com que, ao ser inserido na escola, a criança ou o adolescente, não deem prioridade a certas matérias em detrimento de outras. Sendo assim, o IDH e o bem-estar social do país tenderão a subir e os preconceitos a cair. Ademais, os Fatos Sociais estarão longe de ser tão coercitivos quanto antes.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!