O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Discurso de ódio e liberdade de expressão

É incontrovertível que com a revolução científica e tecnológica, desde o século XX, a comunicação se tornou mais fácil aos indivíduos. Entretanto, com a facilidade da interação opinativa, a liberdade de expressão, por muitas vezes se tornam discursos de ódio. Nesse contexto, convém analisar o novo cenário de interação popular e suas consequências.
Em um primeiro plano, cabe ressaltar as redes sociais como meio opinativo. O imediatismo se tornou a postura de uma grande massa da sociedade, o volume de informações oferecidas pelos meios de comunicação, gera a desinformação dos indivíduos, e esse acaba sendo influenciado pelo delírio opinativo, acaba argumentando em diversos assuntos, sem embasamento e de maneira agressiva.
Em uma análise mais aprofundada cabe destacar que em meio a grande população virtual, a visão de superioridade acaba influenciando os indivíduos. Isso porque, pode-se observar, comentários de caráter ofensivo e racista sobre outras pessoas, que acreditam ocupar um lugar de destaque na sociedade ou até mesmo uma raça superior. Prova disso foi a jornalista Maju, do jornal nacional, ter sido alvo de comentários hostis e de caráter racista nas redes sociais. Sendo assim, a falta de denúncia dos atos de abuso opinativo, perpetuam os discursos de ódio nas redes de comunicação, o que deveria ser erradicado da sociedade.
Diante de uma sociedade que atira no outro sem pensar na consequência desse tiro, é importante planejar soluções que busquem não desarmar o que seria censura, ferindo os direitos de expressão, mas educar, de forma que cada palavra seja consciente e que busque um debate produtivo. Cabe as instituições de ensino, em parceria das ONGs, promoverem palestras, discussões e até projetos que envolvam a questão da consciência na manifestações das ideias.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!