O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Direitos Humanos

É comum encontrar pessoas que associam os direitos humanos com a defesa do crime ou ao menos dos criminosos, fruto da revolta à impunidade que assola o Brasil. Todavia, segundo Zygmunt Bauman, sociólogo polonês, essa revolta é resultado da "modernidade líquida", ou seja, a falta de solidez nas relações sociais, políticas e econômicas vividas no século XX.

Os jovens negros, pobres e moradores de periferia das grandes cidades brasileiras serão os mais afetados pela redução da maioridade penal. Esse já é o perfil predominante dos presos no Brasil. Nessa perspectiva, a modernidade líquida traz como consequência a falta de percepção da população diante dessa situação, isso é, as circunstâncias específicas, as quais propiciam o envolvimento dos menores com práticas ilícitas.

A ênfase meritocrática dos comunicadores de massa chegando à população, que foi mais exacerbada em 1990 com o advento da internet, caracterizou-se como o divisor entre a individuação e o egoísmo coletivo, quer dizer, a consciência e a falta dela para com o próximo.

O combate à liquidez citada inicialmente, a fim de conter o avanço populacional à favor da redução da maioridade penal, deve tornar-se efetivo, uma vez que viver em sociedade é viver em coletivo, levando em conta a bagagem social e cultural do próximo. Sendo assim, desde que haja parceria entre governo, comunidade e família, será possível amenizar a inconsciência, construindo uma sociedade mais fiel aos ideais da constituição
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!