O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Direitos Humanos

O direito à educação, saúde e liberdade religiosa são algumas das garantias defendidas pela Declaração Universal dos Direitos Humanos, do qual o Brasil faz parte. No entanto, as condições precárias de vida e trabalho, como nas periferias e em hospitais públicos, não deixam questionamentos quanto a violação dos direitos básicos e constitucionais, devido à ausência de investimentos sociais significantes e à distorção do significado de direitos humanos.
Se tornou comum pessoas associarem defensores dos direitos humanos a criminosos, como ocorreu no caso da execução da vereadora do Rio de Janeiro, Marielle Franco, reação impulsionada pela propagação de notícias falsas. Assim como o direito à livre expressão dessa vereadora foi violado, outras garantias de milhões de brasileiros são infringidas, a ao distorcer esse termo, a reinvindicação de direitos básicos para todos é prejudicada.
Os 10% mais ricos representam quase 50% da riqueza nacional e essa má distribuição de renda acarreta em graves problemas sociais, como a pobreza e fome, demandando ações por parte do estado. Porém, há carência de investimentos sociais que possam revertam essa e outras situações, como a incapacidade do Sistema Único de Saúde (SUS) de atender a grande demanda de pacientes, sendo frequente o relato de mortes na fila de espera.
Fica evidente, portanto, que reformas são exigidas para o cumprimento dos Direitos Humanos. O Governo Federal, com auxílio do Ministério Público, deve intervir, primeiramente, em áreas com situações degradantes, como a educação e saúde, proporcionando uma maior capacidade de atendimentos, pela construção de novas unidades, e buscando sempre novas métodos que se destacam internacionalmente, para que a qualidade de vida do cidadão brasileiro melhore, proporcionando mais cultura e consciência do que realmente é garantido pelos Direitos Humanos.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!