ENTRAR NA PLATAFORMA
Dessalinização da água

É indubitável que a água é o recurso mais precioso do planeta, pois a sua presença é uma das bases que possibilitam a existência de vida na Terra. Porém, de acordo com a Organização das Nações Unidas, o mundo, até 2030, passará por um déficit de 40%, a menos que os cuidados com esse líquido sejam aprimorados. Essa carência está relacionada a muitos fatores, como a poluição provocada pelo avanço descontrolado da agropecuária e da indústria. Assim, uma das formas de aumentar a disponibilidade de água potável é por meio da retirada de sais dos recursos hídricos, que possui diversos benefícios. Entretanto, pode trazer alguns prejuízos, como a destruição de solos férteis, se não utilizada adequadamente.


Neste contexto, vale ressaltar algumas vantagens oferecidas pelos processos dessalinizadores. Dessa forma, cabe destacar o crescimento da quantidade de água, que pode ser consumida em diferentes atividades, como os cuidados com a higiene pessoal,cultivar e cozinhar alimentos e a produção industrial. Isso, além de melhorar a qualidade de vida da população, fomentaria o desenvolvimento da economia nacional, pois haveria a criação de muitos postos de trabalho e o aumento das exportações brasileiras devido à expansão dos setores produtivos do país.


Contudo, a dessalinização da água pode acarretar, se não praticada corretamente, consequências negativas. Assim, segundo Peter Thomsom, membro especial da Organização das Nações Unidas, é obtida uma grande quantidade de sais, que, se descartada de maneira inadequada, pode esterilizar solos férteis, porque, as plantas, bem como os fungos e bactérias que ajudam a nutrir a terra, vão morrer. Isso acontece devido à intensa desidratação de seus corpos por osmose, que é a passagem de líquidos de meios pouco salinos para meios muitos salgados, pois a concentração desses sais em seus organismos será maior do que no solo. Isso reduziria a área disponível para a agricultura, levando ao encarecimento da comida, possiblitando o crescimento da fome.


Portanto, fica claro que a dessalinização da água pode ser benéfica, mas também, se não for feita sem erros, torna-se problemática. Desse modo, urge que o Ministério do Meio Ambiente crie uma legislação ambiental, que proteja os recursos hídricos nacionais, punindo, por meio de multas, as empresas agropecuárias e as indústrias que não seguirem as novas leis. O governo federal, por meio de verbas públicas e com o auxílio da iniciativa privada, deve investir em pesquisas que melhorem os métodos de remoção dos sais do valioso líquido. Essas medidas, além de oferecerem mais água potável à sociedade, preservaria a natureza e amenizaria adversidades vinculadas à escassez de recursos hídricos e ao mau uso dos meios dessalinizadores, como a fome e os estragos sofridos pelo solo.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde