ENTRAR NA PLATAFORMA
Desperdício de alimentos no Brasil

O filme ''O Poço'' mostra uma  verticalidade social, em uma prisão na qual os presos vivem em celas verticais  e só podem se alimentar dos restos da  comida do nível de  cima. Fora da ficção, o  fato pode ser relacionado com o desperdício de alimentos no Brasil  que, enquanto o número  desse é enorme,  acaba por encarecer o preço dos produtos.

  Em primeira análise, vale ressaltar a frase do filósofo Thomas Hobbes: '' O homem é o lobo do homem''. Nessa perspectiva, compreende-se que o homem é o principal responsável pela ameaça à sua  própria existência. Dessa maneira, uma pesquisa do Instituto Katu revelou que o Brasil é um dos 10 países que mais desperdiçam alimentos em todo  mundo,  visto que, por ano, são 15 milhões de  toneladas jogadas fora. Esse fato pode ser explicado, pois  os clientes, ao irem ao supermercado, preferem  comprar os produtos esteticamente mais agradáveis. Mas também, às vezes esses artigos  nem sequer  chegam às distribuidoras, devido que cerca de 30% é descartado logo após a colheita, tendo-se em vista que não atendem às especificações do Ministério da Cultura. 

  Outrossim, o desperdício de alimentos no Brasil afeta diretamente o bolso dos seus residentes, visto que a agricultura tem que ''se manter'' para isso, ela depende das vendagens que realiza para os grandes supermercados. Dessa forma, com um descarte ainda na colheita, ou seja, as mercadorias ainda não foram enviadas para as grandes distribuidoras, os  agricultores aumentarão os preços, consequentemente, a despesa chegará ao consumidor final. Além disso, ao chegar aos mercados, os itens podem  sofrer deformações no manuseio e no transporte, logo, os compradores dificilmente irão adquiri-los, aumentado assim  os preços, tendo-se em vista que os donos das distribuidoras não irão perder o valor investido.

   Com base nos argumentos apresentados, percebe-se a necessidade da resolução do dilema referente ao desperdício alimentício no Brasil. Para isso, a atuação do Ministério da Agricultura em parceria com ONGs deve ser na criação de projetos de leis,  por meio da  diminuição dos preços das mercadorias que  estiverem  com aspecto desagradável, mas ainda estejam adequadas para o consumo, com a finalidade de incentivar o consumo desses. Alinhado a isso, os supracitados devem atuar na geração de métodos de agricultura que  aproveitem ao máximo os gêneros produzidos por meio do melhoramento das atividades de cultivo. Com o objetivo de tais medidas, seria possível diminuir consideravelmente  os desperdícios, evitando assim que história como a do Filme ''O Poço'' possa um dia vir a fazer parte do cotidiano brasileiro.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde