ENTRAR NA PLATAFORMA
Desigualdade social no Brasil e no mundo: um desafio a ser superado

"O Brasil, último país a acabar com a escravidão tem uma perversidade intrínseca na sua herança, que torna a nossa classe dominante enferma de desigualdade, de descaso." O pensamento de Darcy Ribeiro, antropólogo, escritor e político brasileiro, nos permite refletir sobre a desigualdade social no Brasil. Sob esse viés, convém analisarmos as principais causas e possível medida relacionada a esse desafio a ser superado em nossa sociedade.


Inicialmente, podemos destacar a consolidação do capitalismo como relevante fator relacionado a essa problemática, já que, após o século XVIII, o mundo se encontra em uma dinâmica capitalista, responsável pela desigualdade presente em todas as camadas sociais. De acordo com estudo publicado pela The Lancet, o baixo nível socioeconômico é um dos mais fortes indicadores de morbidade e mortalidade prematura em todo o mundo. É, desse modo, evidente que a desigualdade traz malefícios consigo e sem a devida atenção do Estado se torna mais agravante com o passar dos anos.


Em segunda instância, podemos destacar a má distribuição de renda e a falta de investimentos na área social, como outros motivadores relacionados a esse advento. Com base no coeficiente de Gini, medida utilizada para mensurar o nível de desigualdade dos países segundo renda, pobreza e educação, O Brasil possui 0,515 no índice, levando a ser o sétimo país com maior índice de desigualdade social e econômica do mundo, segundo a ONU. Infelizmente, mesmo o nosso país possuindo um território rico em recursos naturais, temos vasta desigualdade fixada em nosso contexto.


Portanto, o Ministério Público deve promover o debate em instituições público-privadas, por meio de palestras em escolas de ensino básico e parcerias com empresas nacionais, com o intuito de promover a diminuição desse fenômeno e gerar mais empregos para a população. Espera-se, com isso, melhorias em todo contexto brasileiro e diminuir o índice de Gini no Brasil, já que, é impossível que cada um tenha exatamente as mesmas quantidades de bens materiais.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde