O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Desigualdade social no Brasil e no mundo: um desafio a ser superado

A desigualdade social, é um problema que já está enraizado na sociedade contemporânea,
desde as relações de suserania e vassalagem, na idade média, até as relações trabalhistas
entre o proletariado e a burguesia, impostas por Marx. Nessa perspectiva, é evidente hoje
em dia que grande parte da renda do mundo está na mão de pouquíssimas pessoas e que essas
são as mais favorecidas pelo governo e pelos serviços públicos e sociais. Dessa forma há o
surgimento de dois mundos com realidades e oportunidades totalmente diferentes.

É irrefutável que com o avanço do capitalismo, desde o fim da guerra fria, as potências
mundiais adaptas a esse estilo econômico prevaleçam com grande parte da renda mundial.
Seguindo a mesma linha de raciocínio, em grande parte dos países mais desenvolvidos, cerca
de 30% da renda do país está nas mãos de apenas 1% da população. Diante desse quadro, essas
mesmas pessoas tem um acesso privilegiado a serviços prestados pelo governo, uma vez que
são vistos por uma perspectiva diferente dos mais necessitados. Logo, o governo acaba por
se voltar a uma pequena parte da população, em detrimento do outro lado da moeda.

Para além disso, ainda há a formação e a polarização de dois mundos com realidades e necessidades
divergentes, onde sobram apenas as migalhas a grande parte da população. Ocasionalmente, esses
indivíduos terão oportunidades distintas, e muitas vezes fora do "padrão" social, fazendo
com que eles conduzam seus atos para alcançar a vida que lhes parece tão intangível. Um exemplo
dessa situação, se passa na obra "Capitães de areia" de Jorge Amado, em que meninos de rua
cometem furtos e se metem em brigas para garantir sua própria sobrevivência, enquanto na rua ao
lado veem crianças da mesma idade indo pra escola e aproveitando suas vidas sem maiores preocupações.

Portanto, indubitavelmente, medidas são necessárias para resolver esse problema. Cabe
ao Ministério do Desenvolvimento Social e ao governo, investirem mais em escolas públicas ? por
meio da melhora do ensino ? a fim de que as mesmas se equiparem às particulares, fazendo com
que as crianças, desde cedo, tenham um leque parecido de oportunidades. Assim, conseguiremos, a longo
prazo, desenvolver uma sociedade mais igualitária, e que não existam dois mundo para se viver.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!