ENTRAR NA PLATAFORMA
Desaparecimento de pessoas no Brasil

O seriado alemão "Dark" aborda o sequestro infantil para serem partes de experimentos em cárceres privados. Ao longo da narrativa, são retratadas cenas de policiamento na busca de crianças desaparecidas e a aflição dos pais. Fora das telas, o desaparecimento é notavelmente não só um conflito social como também uma rede para fins desejáveis sob o outro, problema agravado na contemporaneidade. Assim, cabe a análise acerca de causas, consequências e possível solução da problemática.



     Precipuamente, a contingência das relações sociais estão sendo fatores de descasos com a vida humana. Zygmunt Bauman, sociólogo contemporâneo, definia que a sociedade atual é individualista, em que, o conjunto social é uma estrutura líquida que gira em torno do próprio interesse. Tais métodos, são percebidos pela falta de investimentos do poder público em relação à divulgação e separação das diferentes faixas etárias para favorecer o processamento tanto da procuração quanto do encontramento de pessoas desaparecidas. Desse modo, como dito por Bauman, as relações escorrem pelos vãos dos dedos; algo grave, tendo em vista o ferimento ao direito do indivíduo, previsto na Constituição de 1988, mas que na prática são negligenciadas e tratadas com cautelas.



     Vale também ressaltar os efeitos desse fenômeno. De acordo com a pesquisa publicada no portal G1, os sequestros forçados são os índices mais preocupantes para os familiares. Isso porque o desaparecimento é eventualmente um cenário da rede de apropriação e satisfação de outro pessoa, como exemplo, a pedofilia, o tráfico de órgãos, a prostituição, a escravidão moderna e outros motivos. Nesse sentido, as pessoas perdidas têm sido os resultados aumentados  gradativamente na sociedade brasileira e isso precisa mudar urgentemente.



     Depreende-se, portanto, que o desaparecimento de pessoas no Brasil é uma questão evidente e necessita de mais atenção. O Governo Federal, como instituição regulamentadora do direito do cidadão, deve investir nas políticas públicas, por meio da divulgação de dados oficiais que apresentem a quantidade de desaparecidos e solicite imediatamente às polícias civis e militares para averiguar pessoas perdidas, após à informação dada pelos familiares. Espera-se, com isso, a ocorrência de taís propostas para que "Dark" não seja novamente a ficção de uma realidade.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde