O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Desafios para superar a homofobia no Brasil

De acordo com o artigo 1º, da Declaração Universal dos Direitos Humanos, "Todos os seres humanos nascem livres e iguais em dignidade e direitos". No entanto quando se observa os desafios para superar a homofobia, no Brasil, hodiernamente, verifica-se que este preceito é contatado na teoria e não na prática e a problemática persiste intrinsecamente ligada a realidade desse país, seja diante do preconceito contra a comunidade LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Transvestis, Transexuais e Transgênero), bem como tratar a homossexualidade como doença.
Primeiramente, pode-se apontar como principal causa à discriminação homofóbica, no qual se tem origem no medo e no moralismo, por considerar os homossexuais uma ameaça, onde se prova a inexistência na contribuição na integridade humana, visto que estes indivíduos são posto à margem de desprezo. Como aconteceu em 1952, com Alan Turing, pai da computação, em que sofreu castração química e foi proibido de entrar nos Estados Unidos por ser homossexual.
Outro desafio existente é tratar a escolha pelo mesmo sexo como distúrbio físico. De acordo com Durkheim, o acontecimento social é uma maneira coletiva de agir e de pensar, dotada de exterioridade, generalidade e coercitividade. Seguindo essa linha de pensamento, observa-se que nos dias atuais a maneira que a sociedade trata a coletividade homossexual, baseia-se desde os primórdios, cujo a humanidade é restrita a padronizações e a homossexualidade é tida como uma anormalidade social e física, por sair deste padrão.
Sendo assim, é indispensável à adoção de medidas que previnam essas transgressões aos direitos humanos a população LGBT. Posto isso, cabe ao Ministério da Educação destinar maiores investimentos em verba, para elaboração de propagandas contra a homofobia em multimídias, com a finalidade de diminuir casos de transgressões contra indivíduos que buscam ter relacionamento com o mesmo sexo. Também cabe o governo criar novos postos militares de atendimento a pessoas que sofreram verbalmente e fisicamente por causa da escolha sexual, a fim de diminuir casos de violências e homicídios contra esse corpo social.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!