O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Desafios para superar a homofobia no Brasil

Violência. Preconceito. Imoralidade. Com essas três palavras podemos resumir o atual cenário vivido pela população transgênera do Brasil. Segundo dados levantados pelo GGB, Grupo Gay da Bahia, em 2017, houveram mais de 300 homicídios a tal parcela da população. Um dos principais fatores, o preconceito, fez com que esse número alcançasse o recorde de mortos ao ano desde os anos 70.
No Brasil, um dos principais fatores que levam para a discriminação do homossexual são os valores impostos pelas religiões e famílias. No Catolicismo, por exemplo, a homossexualidade é julgada pela igreja. Sendo assim, em um país predominantemente religioso, os dogmas impostos pela igreja são de extrema importância na vida do cidadão religioso, levando o mesmo, a não aceitar os transgêneros à sociedade.
Na atual legislação brasileira, o direito à honra é tido por toda pessoa natural. Ou seja, caso a pessoa sinta sua honra ofendida, a mesma deve imediatamente recorrer ao sistema Judiciário para denunciar sobre o leso. Porém, as punições em relação a violência contra a homossexualidade contida pelo atual Código Penal vigente no Brasil não são de geral conhecimento da população e, em diversos casos, muitos homossexuais acabam "ignorando" seus direitos e não recorrendo a denuncia.
Já dizia Immanuel Kant, "O Homem nada mais é do que aquilo que a educação faz dele". O Ministério da Educação, junto com as escolas de todo o país, devem propôr palestras para todos os alunos com o intuito de apresentar à população mais jovem do país o atual cenário da minoria transgênera do Brasil, para tentar mudar os valores tidos pela sociedade, fazendo assim, com que a homofobia seja erradicada pela raiz, ou seja, pelos mais jovens.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!