O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Desafios para superar a homofobia no Brasil

De acordo com Albert Einstein, é mais fácil desintegrar um átomo do que um preconceito enraizado. De fato, é um grande desafio desconstruir um preconceito, principalmente quando ele é vinculado a questão LGBT. Contudo, apesar de o Brasil ter crescente sua população homossexual, o país ainda é palco da homofobia, reflexo de um passado de hegemonia da igreja católica e consequências de uma lenta mudança na mentalidade da sociedade brasileira.

A homofobia não é exclusiva da contemporaneidade. A igreja católica, instituição de maior poder na idade média, promoveu a perseguição de homossexuais, através da inquisição, sob a acusação de heresia. Entretanto, apesar desse período ter se encerrado há séculos, o Brasil possui a segunda maior população de católicos no mundo, que ainda carrega dogmas e valores, contribuindo para a manutenção da intolerância e perseguição contra o parcela LGBT.

Por outro lado, apesar da população católica do país ser bem expressiva, ela não é majoritária, e a propagação da intolerância se da de outra forma: como consequência da lenta mudança da mentalidade da população. Em conformidade com o sociólogo Talcott Parsons, a família é uma máquina que produz personalidades humanas, o que legitima o preconceito, uma vez que o país tem intrínseca a ideia de Família tradicional brasileira, propagadora do padrão de casal heterossexual como constituidor da família. Destarte, a homofobia se propaga como justificativa de proteção dos valores patriarcalistas de sociedade.

Infere-se, portanto, que medidas são necessárias para mitigar a homofobia no Brasil. Para isso, o Ministério da educação deve promover, nas escolas, palestra, atividades lúdicas e apresentações artísticas visando conscientizar a população a respeito dos efeitos negativos da intolerância- uma vez que ações sociais coletivas tem grande poder transformador. Ademais, o Estado deve direcionar investimentos ao Ministério de Segurança Pública, com o fito de criar delegacias especializadas em crimes homofóbicos, visando fortalecer o combate contra esse tipo de violação. Dessa forma, poder-se-á criar um país mais tolerante e melhor para todos.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!