O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Desafios para superar a homofobia no Brasil

A diversidade brasileira é uma característica única do país. Lugar acolhedor, constituído de misturas, acalorado com estrangeiros e palco de inúmeras manifestação culturais. Porém, essa diversidade não parece se manifestar-se igualitariamente para todos. O Brasil é, atualmente, o país que mais mata transsexuais e travestis no mundo, apontando assim, a acentuada intolerância para com esse grupo. A homofobia que contribui para esse altos índices de violência contra LGBTs (Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transsexuais) é perpetuada na sociedade brasileira de várias formas.
Uma dessas é a marginalização desses indivíduos, tornando-os receosos de serem quem são e estigmatizando esse grupo como algo excêntrico, que deve ser escondido. Ao desconhecer a realidade dessas pessoas, a sociedade cria espaço para especulações e esteriótipos perigosos e por isso é de grande importância que a cultura popular busque dar visibilidade a essas minorias. Por exemplo, na novela A Força do Querer, da Rede Globo, a personagem Ivana (depois, Ivan) descobriu-se transsexual, o que favoreceu espaço para que o público conhecesse melhor essa realidade pouco retratada.
Além disso, a homofobia não se manifesta apenas em atos homicidas ou outras violências físicas. Todos os dias, pequenas agressões são cometidas contra LGBTs e ignoradas ou pouco percebidas por tomarem a forma de uma piada ou um apelido. Chamar alguém de "gay" intendendo uma ofensa é homofóbico por deixar implícito que ser gay é, de alguma forma, ofensivo ou vergonhoso. Assim, esse ódio sobrevive no cotidiano, e é desses pequenos atos que é construída a base de intolerância para graves atos de violência e discriminação.
Portanto, medidas devem ser tomadas para que superar a homofobia na sociedade brasileira deixe de ser um desafio. É de grande importância que o MEC (Ministério da Educação) promova em escolas debates e palestras sobre sexualidade e identidade de gênero para pais e alunos, com a intenção de conscientizar núcleos familiares sobre a tolerância para com a comunidade LGBT para que o Brasil tenha a possibilidade de ter uma sociedade mais aceptável perante as diferenças. Ademais, campanha midiáticas contra a homofobia também devem ser utilizadas. Assim, espera-se que a diversidade brasileira seja legítima e segura para todos.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!