O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Desafios para a inclusão de refugiados na sociedade brasileira

Isolamento, desemprego, xenofobia, falta de moradia: esses são apenas alguns dos problemas enfrentados pelos refugiados- de acordo com a Convenção Internacional de 1951, refugiado é todo aquele que, por razão de temores, foi obrigado a deixar seu país de origem-, ao imigrarem para o Brasil. Sob esse aspecto, é notório que a inclusão dos refugiados à sociedade brasileira representa um desafio para o poder público. Portanto, convém analisar os porquês de tal problemática.
É primordial ressaltar que alguns dos principais obstáculos para a plena inserção dos refugiados na comunidade é a incompreensão da língua portuguesa. Seria um erro, contudo, não destacar que em algumas cidades existem cursos de português oferecidos por instituições de ensino destinados a eles, mas esse projeto não abrange integralmente o Brasil, então, não alcança a todos. Devido a isso, segundo uma notícia do jornal r7, cerca de 38% dos refugiados estão desempregados, essa situação impede a estabilização e acesso aos direitos básicos de sobrevivência desses, levando, muitas vezes, à marginalização dos mesmos.
Paralelo a isso, há também a questão da xenofobia sofrida por eles, como ocorreu, em agosto de 2017, com um refugiado sírio que foi agredido em Copacabana. Esse caso, em especial, gerou repercussão pois o vídeo da discussão foi publicado nas redes sociais, mas durante uma entrevista para o jornal r7, refugiados afirmaram que casos como esse são recorrentes, mas as denúncias não são feitas, seja por não saberem como proceder, ou por medo das autoridades brasileiras. Isso intensifica ainda mais a sensação de inadequação sentida por eles.
Evidencia-se, portanto, que medidas devem ser tomadas para reverter essa problemática. Assim, cabe ao Ministério da Educação expandir o projeto que oferece cursos de português aos refugiados por todo o país. Concomitantemente a isso, o Congresso Nacional deve elaborar punições mais severas para casos de xenofobia, e as ONGs, que auxiliam os refugiados, devem orienta-los a como denunciar caso eles se encontrem em um cenário xenofóbico.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!