O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Desafios para a inclusão de refugiados na sociedade brasileira

O filme "A boa viagem" aborda, principalmente, a trajetória de um grupo de sudaneses que enfrentam diversas dificuldades para chegarem e se adaptarem aos Estados Unidos em busca de uma vida melhor. Entretanto, por mais que o assunto seja debatido é possível perceber que o problema persiste no Brasil. Nesse contexto, deve-se analisar como o individualismo e a globalização dificultam o combate do impasse.
O individualismo é um dos principais responsáveis pelos desafios para a inclusão de refugiados na sociedade brasileira. De acordo com Bauman, o egocentrismo e o individualismo, comuns a pós modernidade, fazem com que nós não vejamos o outro como ser humano. Devido a isso, as pessoas se importam cada vez menos com a dor e os problemas do outro, não demonstrando vontade de receber e ajudar tais refugiados que chegam ao Brasil. Consequentemente, quase a metade dos indivíduos que chegam ao governo brasileiro deixam o país.
Além disso, nota-se que a globalização também é responsável pelo problema. Isso ocorre porque com o início da mesma, a partir de 1970, a principal preocupação das pessoas se tornou o desenvolvimento econômico. Desse modo, grande parte da população recebe com intolerância os indivíduos que buscam uma vida melhor fora do seu país de origem, associando a eles a diminuição de empregos disponíveis. Isso pode ser relatado no livro " O direito internacional dos refugiados e o Brasil" que relaciona as dificuldades de receber essas pessoas com sua inclusão na sociedade, mostrando o quão complicado é entrar no mercado de trabalho.
Por tanto, é necessário rever as formas de inclusão de refugiados no Brasil. Inicialmente, é necessário a função da escola formar cidadãos críticos e consistentes por meio da inclusão das disciplinas de ética e cidadania, a fim de desconstruir o individualismo e exercer a empatia. Como também, o Governo Federal, em parceria com o Ministério do Trabalho, precisa elaborar uma cartilha visando instruir e apoior essas pessoas que chegam tão vulneráveis. Feito isso, devem sistematizar as áreas de trabalho que mais precisam de mão de obra e redireciona-los a ela. Assim, é possível combater o impasse.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!