O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Desafios na prevenção do câncer de mama no Brasil

      A Revolução Industrial foi um marco histórico para o mundo todo. Diante de mudanças significativas, houveram inúmeros benefícios tais como: a inovação da tecnologia e a criação de equipamentos hospitalares como a máquina de raio x. Apesar desse período revolucionário, nos dias atuais ainda há muitos desafios na prevenção do câncer de mama no Brasil devido não só a falta de orientação mas também pelo abandono dos maridos após o diagnóstico da doença. Nesse contexto, evidencia-se a necessidade de serem tomadas atitudes pelas autoridades competentes para reverter essa problemática.


     Em primeira análise, vale destacar que o décimo mês do ano é conhecido popularmente como ‘’outubro rosa’’ na qual é falado a respeito do desenvolvimento do câncer de mama e atualmente sobre o câncer no colo do útero porém deve ser alertado o ano inteiro. Devido a esse fato, muitas mulheres por falta de informação a respeito do assunto acabam não se alertando do quão grave é esse problema. Nesse contexto, evidencia-se também a censura com relação aos seios femininos dificultando assim de forma gradativa a informação.Além disso, nos dias atuais ainda há muito tabu em relação ao corpo feminino e a distribuição de orientação todavia vale ressaltar que, a doença quando descoberta no inicio as chances de cura são grandes.


       Cabe salientar ainda que é certo que os desafios na prevenção do câncer de mama no Brasil são inúmeros e entre eles estão o abandono dos cônjugues após o descobrimento da doença. Segundo a psicologia comportamental, que tem seu objeto de estudo o comportamento, essa atitude é egoísta em pleno século XXI e é enfrentada diariamente por muitas mulheres, que no momento que mais precisam, são deixadas pelos seus parceiros. Por causa disso, muitas mulheres deixam de procurar informações e ir em consultas rotineiras por medo, dessa forma, mediante a tanta tecnologia e inovação, ainda há preconceitos e barreiras a serem quebradas sobre esse assunto.


     Torna-se evidente, portanto, que o problema é grave e não pode ser ignorado. Para mudar esse quadro, não excluindo outras medidas,  a mídia em parceria com o Ministério da saúde deve  promover informação  sobre esse assunto.  Isso pode ocorrer por meio   propagandas televisivas em canais abertos e em nos horários nobres, pois esse problema é grave e deve ser informado a fim de que venha ser conscientizado de sua importância.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!