O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Desafios na prevenção do câncer de mama no Brasil

Caracterizado como a multiplicação desordenada de células em tecidos e órgãos corporais, o câncer se tornou um problema de saúde cada vez mais recorrente em muitos países do mundo. No Brasil, esse panorama preocupante não é diferente, principalmente quando se trata do câncer de mama. Visto que, o país enfrenta inúmeros desafios para prevenção dessa patologia, especialmente em função do baixo conhecimento sobre a doença em consonância com uma insuficiência do sistema de saúde.


É importante destacar, primeiramente, a pouca orientação dada à população feminina com relação ao câncer de mama. Segundo especialistas, a melhor forma de tratar esse mal seria diagnosticá-lo precocemente, no entanto, de acordo com uma recente pesquisa realizada pelo Ibope em parceria com a farmacêutica Pfizer, 25% das mulheres com mais de 50 anos – grupo de maior risco – não recebem orientação para fazerem exames de prevenção. Dessa forma, percebe-se, uma nítida desinformação que corrobora para uma maior ocorrência de casos fatais desse tipo de câncer.


Ademais, vale ressaltar a precariedade do sistema de saúde pública brasileiro como outro desafio no combate ao câncer de mama. Uma vez que, há uma estrutura a qual não consegue atender a todo público alvo das ações de prevenção, muitas vezes por uma baixa disponibilidade de aparelhos e profissionais qualificados para realização de exames e outros procedimentos preventivos. Tal fato, acontece principalmente nas regiões menos favorecidas socioeconomicamente, como Norte e Nordeste. Desse modo, é notório que nem todas as mulheres conseguem um fácil acesso ao sistema de saúde, o que além de violar um direito básico assegurado pela Constituição Federal Brasileira de 1988, ainda traz mais empecilhos para luta contra o câncer no país.


Torna-se evidente, portanto, a necessidade de ações que amenizem os problemas enfrentados na prevenção do câncer de mama no Brasil. Nesse sentido, o Ministério da Saúde em parceria com o Ministério das Comunicações, devem aprimorar as campanhas de orientação e combate a esse tipo de câncer, através de campanhas publicitárias que tratem sobre o tema em redes sociais, jornais, televisão e rádio, também, com a realização de palestras ministradas por profissionais da saúde em comunidades rurais e urbanas. Isso tudo, com a finalidade de difundir um maior conhecimento sobre a doença e estimular as medidas preventivas. Além disso, o Governo Federal em parceria com os governos estaduais e municipais, devem investir na construção de unidades que dediquem à prevenção e ao tratamento do câncer de mama em pontos estratégicos daquelas regiões, as quais tem uma estrutura de saúde mais precária. Dessa maneira, quem sabe esse mal poderá deixar de ser cada vez mais recorrente na sociedade bras­­­ileira.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!