O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Desafios na Alfabetização Infantil

O Estatuto da Criança e Adolescente prevê o acesso à educação de qualidade para toda faixa etária infantojuvenil, devendo ser alfabetizadas na idade adequada. Contudo, o panorama da alfabetização infantil ainda se encontra em um cenário desafiador, tendo em vista a existência de crianças e adolescentes atrasadas no quesito da leitura e escrita, causando assim desmotivação nos estudos. Isso acontece devido à ausência de materiais didáticos adequados nas escolas, e também, devido à falta de campanhas midiáticas governamentais de incentivo à leitura.


Primeiramente, é importante mencionar que a carência de materiais didáticos de qualidade nas instituições de ensino é um fator que ocasiona o déficit na alfabetização infantil, fazendo com que crianças e adolescentes não se sintam engajadas educacionalmente. Segundo o filósofo Rousseau, o Estado é responsável pelo estabelecimento de condições básicas, devendo oferecer todo aparato necessário para o funcionamento das atividades da população. No entanto, é notório que o governo rompe com tal lógica, levando em conta que os materiais didáticos oferecidos não satisfazem a demanda da sociedade para alcançar a alfabetização infantil, o que, infelizmente, faz com que a faixa etária infantojuvenil se encontre negligenciada no quesito primordial que é a educação.


Ademais, é válido ressaltar que a ausência de campanhas midiáticas de incentivo à leitura atua culminando dificuldades para a alfabetização infantil, deixando crianças e adolescentes desmotivadas nos estudos. De acordo com o escritor George Orwell, as mídias possuem um grande poder de alcançar as massas, podendo o Estado usá-la para incentivar os cidadãos à praticarem ações benéficas. Entretanto, é evidente que as entidades governamentais não fazem uso dessa ferramenta para incentivar os cidadãos ao ato de ler, agravando assim o cenário da alfabetização infantojuvenil e  maximizando as desigualdades educacionais.


Portanto, faz-se necessário a tomada de medidas que atenuem a problemática em questão. Sendo assim, cabe ao Ministério da Educação oferecer materiais didáticos de maior qualidade aos estudantes, e promover um maior incentivo à leitura, por meio de uma maior destinação de verbas às escolas para investir na infraestrutura educacional, e também, por meio de campanhas midiáticas que tragam informações sobre a importância da leitura, divulgadas no Facebook e Instagram, a fim de facilitar a alfabetização de crianças e adolescentes e obter uma maior quantidade de alunos praticando a leitura. Somente assim, será possível desfrutar de uma sociedade mais igualitária, coesa e que vise ao bem-estar de todos. 

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!