O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Desafios na Alfabetização Infantil

A música "Eu vejo a vida melhor no futuro", de Lulu Santos, traz a utopia de uma existência harmônica nas próximas décadas. Entretanto, os desafios para a alfabetização infantil, como as desigualdades socioeconômicas e regionais, afastam, ainda mais, essa fantasia da realidade. Assim, faz-se necessário que autoridades busquem medidas para solucionar essa adversidade.


 


Nota-se, em primeira análise, a relação entre a intensa desigualdade socioeconômica e a fraca alfabetização infantil. De acordo com Karl Marx, a desvalorização do mundo humano ocorre na mesma intensidade que a valorização do mundo material. Nesse sentido, as parcelas economicamente inferiores são menos prestigiadas, o que se relaciona à péssima educação proporcionada na rede pública - as crianças pobres e marginalizadas são ignoradas, não tendo acesso à instrução de qualidade. Logo, percebe-se como a pobreza brasileira é um dos desafios da alfabetização na infância.


 


Paralelamente, constata-se que a educação básica vai de encontro às disparidade regionais típicas do país. O Sul e o Sudeste são, desde o período colonial, as regiões mais privilegiadas, tendo em vista a concentração de riquezas possibilitada a partir dos ciclos desenvolvimentistas - não à toa, o Norte e o Nordeste são as partes que mais sofrem com a falta de alfabetização. Dessa forma, fica clara a desigualdade na oferta educacional, acentuando a exclusão de grupos já desprezados.


 


É imprescindível, portanto, a tomada de providências para melhorar a alfabetização infantil no Brasil, no que se refere às disparidades socioeconômicas e regionais. Sob essa perspectiva, cabe ao Estado possibilitar que todas as classes e regiões tenham acesso à educação básica de qualidade, a fim de que os jovens marginalizados e pobres não sofram, pelo menos no âmbito educacional, com as desigualdades típicas do país. A ação deve ser realizada por meio de um direcionamento de verbas, permitindo uma melhora nos salários, na infraestrutura e no corpo docente. Certamente, com tais medidas, os desafios para a instrução na infância serão menores e, como prevê Lulu Santos, a vida poderá ser melhor no futuro.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!