O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Desafios na Alfabetização Infantil

   Na séria de comédia "Todo Mundo Odeia o Chris", é retratada a história do jovem negro Chistopher e de todas suas dificuldades em acessar e se manter em seu colégio. Analogamente, a sociedade brasileira enfrenta problemas similares, com baixas taxas de proficiência em diversas matérias e uma desigualdade latente na educação de crianças. Desta forma, prova-se essencial compreender os entraves étnicos e de renda, bem como na qualidade do ensino, de maneira a solucionar os desafios na alfabetização infantil no Brasil.
   Primeiramente, é inegável que a exclusão de camadas periféricas da sociedade na educação é um dos principais agravantes da problemática. Igualmente ao afirmado na música "AmarElo", do rapper Emicida, pessoas negras e pessoas de baixa renda são julgadas desde a infância por suas difíceis vivências, marcadas por preconceito, fome, abandono e outras atrocidades. Assim sendo, tal preconceito é transmitido para as autoridades, tendo como consequência uma vergonhosa manutenção dessa terrível realidade em que o ensino é marcado por precariedade. Em suma, o racismo e o elitismo é institucionalizado a partir do abandono Estatal em relação à alfabetização de crianças de áreas marginalizadas do país, não apenas agravando o problema mas caracterizando-o como uma séria infração dos Direitos Humanos.
   Ademais, é vital compreender como a qualidade da educação no Brasil é um dos principais fatores que corroboram com a permanência de tal desafio. De conformidade com o defendido pelo filósofo e professor Paulo Freire, o ensino deve adequar-se às realidades dos estudantes, sendo então caracterizado por pluralidade e compreensão mútua entre educador e aluno. No entanto - como afirmado pelo psicólogo e divulgador científico Altay de Souza - a realidade brasileira é o oposto: as escolas não estão preparadas para a vivência de cada criança, muito menos para entender as diferentes abordagens necessárias em cada etapa do crescimento. Desta maneira, a educação dos mais jovens no país revela-se ultrapassada e, consequentemente, um fator contribuinte da adversidade em questão.
   Portanto, diante dos aspectos conflitantes relacionados à problemática, fica evidente a necessidade de medidas a fim de combater os desafios na alfabetização infantil no Brasil. Para tal, cabe ao Ministério da Educação propor uma reforma completa no ensino de crianças, caracterizada pelo aprendizado a partir da experiência e determinado pela cooperação entre educador e aluno. Além disso, cabe às Unidades Federativas o repasse de verbas com caráter de inserção para a construção e manutenção de escolas nas áreas periféricas da sociedade. Como resultado, espera-se obter uma educação infantil mais moderna, consciente e inclusiva, evitando que realidades difíceis como as de Christopher sejam tão comuns no país.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!