use o cupom aprovado21 e ganhe + 21% de desconto extra 21% OFF

Desafios na Alfabetização Infantil

A Constituição Federal, promulgada em 1988, prevê a educação como direito básico de todos. Todavia, os desafios para a alfabetização infantil ferem a legislação. Isso ocorre devido à ausência de políticas públicas e à falta de participação da sociedade para mudar a problemática. Dessa maneira, essa realidade deve ser resolvida por órgãos Governamentais.

Ademais, a médica pedagoga Maria Montessori afirma que, libertando o potencial de uma criança, o mundo poderá ser mudado. Entretanto, o pensamento da teórica não condiz com a contemporaneidade, visto que, na pesquisa do site G1 em 2019, o número de crianças matriculadas na pré-escola, no Brasil, não chega ao todo. Desse modo, o poder Governamental, não priorizando a educação infantil, estará causando a defasagem.

Por outro lado, a sociedade é propulsora do descompasso educacional. Conforme a pesquisa da Unicef, Fundo de Emergência das Nações Unidas, em 2018, mais de 1,7 milhões de crianças e adolescentes não estavam matriculadas nas escolas brasileiras por causa do trabalho infantil. Diante de tal contexto, se a população não denunciar tais ações ilegais, elas causarão evidentes consequências, haja vista que aumentará o número de crianças analfabetas no país e, futuramente, adultos.

Portanto, são necessárias medidas para mudar a temática. Em conformidade, o poder Governamental, através do Ministério da Educação, deve promover palestras por meio de professores e especialistas sobre o tópico, para familiares e moradores da região nas instituições educacionais sobre a importância da educação infantil e as consequências da ausência dela, com o intuito de conscientizar todos sobre o assunto e mudar o problema. Seguindo as ações, espera-se uma melhora ao que tange o tema. 

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!