O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Desafios na Alfabetização Infantil

Na obra “Utopia”, de Thomas Morus, retrata-se uma sociedade “perfeita”, na qual o corpo social padroniza-se pela ausência de problemas. Fora da ficção, no entanto, acontece o oposto do que o autor prega, uma vez que há uma grande taxa analfabetismo. Nesse sentido, convém analisar a problemática citada.


Primordialmente, é fulcral pontuar que a alfabetização é de grande importância para todos, principalmente para as crianças. Segundo o ex-Presidente da África do Sul, Nelson Mandela, afirma que a educação é a arma mais poderosa que se pode usar. De forma análoga, no Brasil, o sistema educacional alcança 98,7% de jovens alfabetizadas aos 12 anos, de acordo com o IBGE de 2018. No entanto, em relação as crianças, a porcentagem decaí, aos 8 anos, apenas 89,0% se encontra sabendo ler e escrever. Dessa forma, percebe-se uma lamentável situação que permeia as crianças, já que a educação deveria alcançar a todas elas.


Por conseguinte, a taxa de analfabetismo é alta por diversos fatores, um exemplo é a desigualdade social, que está presente de forma fervorosa no Brasil. De acordo com os dados da Avaliação Nacional de Alfabetização (ANA) de 2014, as crianças pertencentes as camadas mais pobres enfrentam mais dificuldades, são apenas 45,4% que possuem o nível escolar adequado. Além disso, os pais desses jovens não têm tempo para fornecer o auxílio necessário nas atividades extracurriculares. Logo, é inaceitável o analfabetismo em um país tão democrático como o Brasil, que assegura educação a todos por meio do Artigo 205, da Constituição Federal de 1998.


Se faz necessário, portanto, o suporte àqueles que sofrem com o analfabetismo. À vista disso, cabe ao Tribunal de Contas da União que direcione verbas ao Ministério da Educação, para que haja contração de professores capacitados a alfabetizar crianças, e formularem atividades alternativas, por meio de brincadeiras e interação entre os alunos, fazendo com que o conteúdo seja entendido com mais facilidade, uma vez que crianças aprendem com estímulos. Com isso, espera-se que o número de analfabetos comece a cair, e a taxa de alfabetização cresça, assim, os brasileiros terão a arma mais poderosa que se pode ter, a educação, como afirma Nelson Mandela.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!