ENTRAR NA PLATAFORMA
Desafios éticos e morais da Inteligência Artificial

    No filme "Homem de Ferro", a personagem Tony Stark é um milionário filantrópico que utiliza recursos extremamente avançados para combater os seus inimigos e manter a paz social. Todavia, a forma puramente fictícia que a Inteligência Artificial (IA) é abordada nas telinhas, diferencia-se muito da realidade, especialmente no que diz respeito aos aspectos éticos e morais. Logo, há impactos sociais significativos, seja pelo uso indiscriminado dos recursos tecnológicos, seja pela modificação da estrutura social. 


  Nesse sentido, o primeiro ponto a ser analisado é o uso indiscriminado dos recursos tecnológicos, pois estes podem ser usados para o bem ou para o mal. Segundo o filósofo Thomas Hobbes, o homem é lobo do próprio homem, e fazendo uma breve analogia com tal afirmação é possível presumir que num possível conflito autodestrutivo da espécie humana, os algoritmos seriam as armas principais. Seguindo esse raciocínio, um exemplo relevante é o filme "Homem Aranha", onde um cientista renomado passa a desenvolver robôs com o intuito de dominar o mundo. Dessa forma, as consequência reais desse fenômeno estão ligadas à perturbação social e conflitos entre as nações. 


   Paralelamente, é passível de discussão o que diz respeito à modificação da estrutura social, já que problemas sociais e econômicos podem ser causados. Por conseguinte, tais mudanças estariam relacionadas à substituição do homem pela máquina, levando em consideração a adequação das indústrias e empresas aos avanços tecnológicos. Consequentemente, o desemprego estrutural cresceria exponencialmente, aumentando as disparidades entre a população, como ocorreu durante o processo de industrialização do Brasil em meados do século XX. 


   Dado o exposto, medidas devem ser tomadas para resolver o impasse. Por isso, o Ministério da Educação deverá contar com o apoio de professores, engenheiros, empresas e colaboradores na promoção de eventos e exposições científicas que deverão ser realizadas nas instituições de ensino, oferecendo bolsas de estudos como premiação à jovens cientistas que desenvolverem novas tecnologias a partir da IA dispostas a melhorar a vida humana, respeitando aspectos éticos e morais. Ademais, a sociedade civil deverá se manifestar por meio de passeatas e das redes sociais, a fim de pressionar o Governo Federal para a criação de leis efetivas que defendam e assegurem os direitos básicos dos cidadãos, limitando o uso de determinados recursos tecnológicos. Enfim, o Brasil se tornaria uma referência mundial no assunto e possivelmente o homem aprenderia a usar o que há de melhor ao seu favor, como no filme supracitado. 

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde