ENTRAR NA PLATAFORMA
Desafios éticos e morais da Inteligência Artificial

Baseado no filme '' O Homem Bicentenário'' que retrata de um robô, mostra como o avanço da tecnologia pode desenvolver um acúmulo de aprendizado que influencia o comportamento humano. Entretanto, é fundamental pensar nesses comportamentos. Diante disso, cabe analisar, o conjunto de ética , moral e os impactos para esse impasse .


Todavia, o uso da tecnologia se expandiu e lidamos com ela diariamente através de smartphones, carros autónomos e máquinas automáticas. Com isso, a inteligência das máquinas se equiparará a dos humanos nas gerações futuras. Consequentemente, o desemprego dos postos de trabalho serão automatizados e as máquinas irão migrar do trabalho físico para o cognitivo estratégico.


Atrelado a expansão da era digital, vê-se também o grande desafio ético e moral para comunicar com uma máquina , por exemplo, o projeto da Unicamp na qual busca prever cegueira causada por diabetes com base em imagem de retina. Contudo, um robô não pode ferir um ser humano, deve obedecer ordens que lhe sejam dadas, acima disso define que um robô não pode causar mal a humanidade.


Torna-se evidente, que o conjunto de ética e moral na IA desenvolve o acúmulo de aprendizado na era digital, portanto, uma boa medida para prezar pela ética, é diversificar os profissionais através de palestras em universidades no desenvolvimentos desses algoritmos. Contudo,para definirmos um futuro deve haver projeto de pesquisa com sistemas robustos e seguros, evitando riscos que a opacidade dessas tecnologias possa trazer diante de seu caráter inteligente.


 

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde