ENTRAR NA PLATAFORMA
Desafios éticos e morais da Inteligência Artificial

Durante a revolução industrial os chamados ludistas destruíam tareas a vapor em prol da empregabilidade humana; hoje com a ascensão da inteligência artificial, estipula-se a extinsão de profissões tais como contadores e advogados. Mas teria a Inteligência Artificial (IA) ética na realização de um balancete? Em um embate jurídico entre duas IAs, o preceito de realização humana seria levado em conta? A adsorção desses profissionais deve ser levada em conta. O desafio é conciliar o  avanço técnológico inevitávelmente benéfico em grande escala aos prejuízos socioeconômicos que ela causará.


 Em "Eu Robô" Will Smith vive um personagem amargurado com os avanços causados peela substituição de humanos por robôs dotados de IA; tal como os ludistas do século XIX este fora marginalizado pelos avanços técnológicos. O avanço das IAs pode tornar profissionais obsoletos; o enquadramento legal pode ser feito por uma IA atual; uma IA da empresa Google já interpreta tomografias melhor que médicos humanos; IAs são usadas em áreas atingidas por terremotos e com sensores térmicos buscam sobreviventes. A integração desta tecnologia ao dia-a-dia ainda é longínqua, porém caberá aos ministérios de técnologia e economia a integração dos marginalizados por ela.


Adiante, é lógico pensar que o aprendizado de programação e desenvolvimento de IAs personalizadas será necessário à futura educação. O ensino de informática básica ainda é restrito a escolas particulares e raras escolas públicas que têm acesso a laboratório computacional. Para que não haja déficit técnológico frente países desenvolvidos e dependência para com os mesmos, é necessário que se invista no aprendizado informatizado, assim amenizar-se-á uma possível chegada brusca da técnologia de IA no Brasil, impedindo uma possível restição estatal à técnologia.


Conclui-se que o maior desafio quanto às inteligências artificiais está no preparo social para que a chegada desta não seja um arrombo na sociedade brasileira; causando desemprego em massa, dependência estrangeira e mal uso da técnlogia. Caberá aos Ministérios da Técnologia, Economia e Educação, preparar o terrerno para a chegada desta com um projeto de Estado que fará com que o engenho não seja um boom negativo à sociedade brasileira. Sendo assim uma possibilidade de desenvolvimento e soberânia nacional.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde