ENTRAR NA PLATAFORMA
Desafios do jornalismo contemporâneo

      O jornalismo contemporâneo brasileiro está com dificuldades. Notícias falsas estão cada vez mais sendo espalhadas e a população está parando de ler jornal. Essa situação deve ser analisada pelo menos por dois fatores. O primeiro deles é que os indivíduos geralmente não checam as informações que recebem no celular. O segundo fator está relacionado ao jornalismo não ter se adaptado a uma nova realidade em que estão vivenciando.

      Inicialmente, com o advento das mídias sociais, os indivíduos recebem notícias mas não se importam se é verdade ou não. Antes do "whatsapp e facebook", os leitores só liam jornais, que são comprometidos com a verdade. Depois, com o uso de tais aplicativos, as notícias ficaram fáceis de serem compartilhadas, porém como são muitas nem todas são verdadeiras. E, conforme as pessoas não tem o hábito de checar, houve um aumento das "fake news", que são informações falsas. Isso influenciou a eleição presidencial norte americana de 2016, pois muitas delas foram compartilhadas contra o partido democrata. Se o público tivesse o hábito de checar em fontes confiáveis, como os jornais, o ocorrido supracitado poderia ter sido evitado, o que mostra a tamanha importância do jornalismo.

       Além disso, dá pra notar que o jornalismo não se adaptou a esse novo mundo, no qual os leitores estão querendo sempre opinar. Houve essa transição de jornais para mídias sociais, porque nelas a pessoa pode colocar a sua opinião constantemente, sendo ativa no ato de ler. Os jornais não acompanharam essa nova dinâmica, então a população começou a acha-lo desatualizado e chato, deixando de acompanhar. Por isso, eles tem a sua parte a melhorar, como darem mais espaço ao público e, divulgarem ainda mais as notícias nas mídias. Com isso, o jornal entrará nesse novo mundo dos leitores, que possivelmente voltarão a acompanha-lo. Isso será positivo, pois ele que divulga a verdade, assim o povo retornará a ser antenado em fatos verdadeiros. 

        Portanto, diante do exposto antes que os jornais continuem perdendo a importância e os indivíduos não checando os fatos é preciso intervir. Logo, o Ministério da Educação tem que colocar aulas de como usar as mídias sociais na grade curricular do ensino fundamental, pois as pessoas não verificam as notícias que recebem. Essa medida tem que ser feita por meio de aprovação de PEC dessas aulas que vão integrar a grade, tendo como resultados não apenas o conhecimento da população de o que fazer quando receber uma notícia mas também da diminuição do compartilhamento das "fake news". Afinal, espera-se com isso a volta da maior valorização do jornalismo, que está vivendo uma crise atualmente. 

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde