ENTRAR NA PLATAFORMA
Desafios do jornalismo contemporâneo

   1984, de George Orwell, se trata de um livro que conta sobre um futuro distópico no qual um regime altamente totalitário é imposto pelo Estado. Na obra o Estado possui em suas mão uma ferramenta de distorção de informações chamado Ministério da Verdade, o qual tinha por objetivo alterar notícias e acontecimentos de acordo com a vontade do partido. Atualmente tal Ministério relaciona-se fortemente com a internet, que altera informações e as divulga livremente sem que haja qualquer verificação se é verdadeira ou não. Tais manipulações, juntamente com outros fatos constituem os desafios jornalismo no mundo contemporâneo.


   A priori, a perda de influência jornalística apresenta-se como um dos principais desafios do jornalismo contemporâneo. É fato que no contexto de crescimento da internet, e do apogeu das redes sociais o jornalismo tradicional vem cada vez mais perdendo espaço no dia a dia do brasileiro. A queda de audiência de rede televisivas agrava o quadro da tal perda. Até mesmo no meio digital o jornalismo profissional vem sendo trocado pelo jornalismo informal. Segundo uma matéria da Folha de São Paulo, ao optar pelo informal, o usuário está se expondo a notícias falsa com uma maior frequência.


   Ademas, a falta de verificação de informações e a facilidade em viralizar notícias falsas são outros desafios a serem ultrapassados. Atualmente as mídias sociais são o nicho aonde as notícias possuem visibilidade, e são amplamente compartilhadas. A facilidade de introdução e propagação de notícias nas mídias sociais, aliadas a falta de controle gera um ambiente muito favorável ao surgimento de fake news. Fake news essas que precisam ser combatidas, por apresentarem teor lesivo, e qual nos dias atuais estão sendo usadas para até mesmo mudar o curso de certas eleições, vide o Brasil e os Estados Unidos da América.


   Portanto, pode-se concluir que dentre os desafios que o jornalismo encontra estão a propagação das fakes news, e a perda de influência e espaço dentre as mídias digitais, gerando assim uma 'terra sem lei', da qual carece de fiscalização. Logo, é mister, para que haja a resolução do problema, que o Estado por meio de leis e emendas constitucionais passe a punir as empresas responsáveis por permitir a propagação de tais notícias falsas em vossas redes sociais. A verificação das notícias e a punição das instituições que não as façam, irá gerar informações cada vez mais confiáveis e extinguindo as fake news.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde