ENTRAR NA PLATAFORMA
Desafios do jornalismo contemporâneo

  Desde o iluminismo, entende-se que uma sociedade só progride quando um se mobiliza com o problema do outro. No entanto, quando se observa os desafios do jornalismo contemporâneo, no Brasil, na contemporaneidade, verifica-se que este ideal iluminista é profundamente ligado á realidade  do país, seja pela influência das falsas notícias, seja pelo aumento das Fake News, nesse sentido convém analisarmos as principais consequências de tal postura negligente para a sociedade.


  É inegável que a questão constitucional e a sua aplicação estejam entre as causas do problema. Segundo o filósofo grego Aristóteles, a política deve ser utilizada de modo que, por meio da justiça. o equilíbrio seja alcançado na sociedade. De maneira analoga, e possivel que, no Brasil, a influência das falsas notícias rompe essa armonia, haja visto que a maioria das pessoas não buscam as fontes das notícias.


  Outrossim, destaca-se o aumento das fake news como impulsionador do problema. De acordo com Durkheim, o fator social é uma maneira coletiva de agir e de pensar, dotada de exterioridade, generalisada e convencional. Segundo essa linha de pensamento, observa-se, que o elevado número de notícias falsas é um constante problema na sociedade brasileira.


  É evidente, portanto, que aonde há entraves para garantir a solidificação de políticas que visem a construção de um mundo melhor. Destarte, o Governo Federal deve criar leis para combater falsas notícias, promovendo a diminuição desse tipo desses tipos de notícias, como já foi dito pelo Paulo Freire, a educação(MEC), deve instituir, nas escolas, palestras minístradas por psícologos, que discutam o combate as notícias, afim de que o tecido social se desprenda de certos tabus para que não viva a realidade das sombras, assim como na caverna da alegoria de Platão.
 
 
 
 

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde