O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Desafios da produção científica no Brasil

            Segundo Aron Kuppermann (ex-professor do Instituto de Tecnologia da Califórnia), em países desenvolvidos, o setor de ciência e tecnologia recebe vultosos investimentos públicos e privados. Em contrapartida, o Brasil, devido à falta de estímulos ao setor privado e a displicência de políticos, demonstra uma desvalorização sistemática desse setor. Indubitavelmente, esses são os principais desafios da produção científica no país. Sendo assim, em prol do desenvolvimento nacional, é preciso mudar essa realidade.


            Primeiramente, destaca-se que a carência de estímulos fiscais e a proibição de parcerias entre universidades públicas e empresas privadas, dificulta a participação desse segmento no processo de desenvolvimento científico, e isso é negativo, visto que esse setor é detentor de grande capital, o qual poderia ser aplicado em pesquisas. Nesse sentido, segundo uma reportagem da revista Exame, em países como Estados Unidos, China e Alemanha, uma expressiva parte do financiamento de pesquisas vem do setor privado. Portanto, o Brasil deveria seguir o exemplo dessas nações desenvolvidos.


            Além disso, o baixo orçamento que a União destina à área da ciência, somado aos sucessivos cortes no mesmo, caracterizam a maior dificuldade para a produção científica brasileira. A título de exemplificação, segundo o Congresso Nacional, em 2021, o orçamento destinado ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação sofrerá um corte aproximado de 29% em relação ao ano anterior. Dessa forma, instituições, pesquisadores e bolsistas têm seus trabalhos prejudicados e, por conseguinte, o país se mantém em condição de subserviência às tecnologias internacionais.


            Por fim, conclui-se que para mudar essa realidade, o Governo Federal deve elaborar reformas políticas que diminuam o gasto da União – tais como reforma administrativa, previdenciária, corte de privilégios políticos e venda de estatais ineficientes. Isso pode ser feito por meio de projetos de leis ou Emendas Constitucionais enviados ao Poder Legislativo. Com isso, haverá capital para investir em ciência e cessará a necessidade de cortes nesse setor. Ademais, deve-se criar estímulos para a participação do setor privado no desenvolvimento da ciência nacional. Logo, adotando tais mediadas o Brasil caminhará para superação dos desafios à produção científica.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!