O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Desafios da alfabetização tecnológica para os idosos

Na obra Vidas Secas, de Graciliano Ramos, o personagem Fabiano tem pouco conhecimento linguístico e comunica-se por meio de grunhidos. Essa característica faz com que, em muitos momentos da história, Fabiano seja animalizado, como se sua condição humana fosse perdida pela dificuldade de comunicação. De modo análogo, a alfabetização tecnológica de idosos no Brasil mostra-se como uma condição para que essa população seja incluída de modo efetivo no atual cenário tecnológico em que o país está inserido, mas, para tal, é preciso que desafios, como a falta de interesse de empresas do ramo e alto preço de dispositivos eletrônicos, sejam superados.


Em primeiro lugar, é necessário que haja uma adaptação de aplicativos para o melhor uso dos idosos. O Estatuto do Idoso atribui ao Estado a obrigação de garantir aos maiores de 60 anos o cumprimento de vários direitos, entre eles, à informação e ao lazer. Entretanto, ainda é fácil de observar que o cumprimento de tais benefícios é prejudicado, pois a inclusão digital dessa parcela da população não se realiza por diversas limitações físicas atreladas à idade avançada. Nesse sentido, parece não haver interesse das grandes corporações tecnológicas, responsáveis pelo desenvolvimento de aplicativos e softwares, em atender tais demandas, como a disponibilização de teclados maiores, por exemplo, visto que seus públicos-alvos continuam sendo jovens e adolescentes, de modo a tornar cada vez mais difícil a alfabetização tecnológica dos idosos.


Em segundo lugar, a compra de aparatos tecnológicos pode se mostrar como um gasto supérfluo em um país de grande desigualdade social. Historicamente, Brasil sofre com o problema da pobreza extrema, que atinge muitos cidadãos idosos. Nesse contexto, esses indivíduos precisam arcar com despesas diversas, como compras de comida e de remédios, que, muitas vezes, consomem todo o salário mensal. Por isso, é nítido que grande parte dos idosos brasileiros não têm condições financeiras de comprar um dispositivo digital, como celular e notebook, pois o investimento é alto, mas acaba sendo considerado desnecessário na realidade de miséria daqueles que padecem para conseguir sobreviver com pouco dinheiro.


Logo, os desafios econômicos e sociais que impedem a alfabetização tecnológica de idosos demandam medidas direcionadas para serem combatidos. Dessa maneira, é importante que os governos municipais e federal, por meio de parcerias público-privadas, concedam descontos em impostos, tal qual o ICMS, a multinacionais do ramo tecnológico que realizarem adaptações em seus programas, como a disponibilização de teclados maiores, a fim de suprir às necessidades físicas dos idosos e permitir maior inclusão digital dessa população. Desse modo, será possível que os indivíduos maiores de 60 anos não sofram como Fabianos modernos.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!